UPDATE: Thanks to a good friend of mine, at the end of this text is the English version.
Matheus José Maria
1K123

Pois agora, para ficar assim, justo e sensato como teu texto aparenta que queres ser. faça a mesma “jornada” numa passeata do MST/CUT/PT. Duvido que saias ileso.

Além do mais, deverias estar habituado a isso, já que, ao que parece, tens muita experiência em manifestações públicas. SQN. Se tivesse essa experiência toda, saberias que em um milhão de pessoas, muito provavelmente vais encontrar um ou dois porcento muito por fora, outros tantos completamente desconectados, inclusive racionalmente desconectados.

Mas, se fores, ou assistires (como eu assisti, quase de dentro) um movimento dos MST/CUT/PT, saberás que esse percentual se inverte. Há um ou dois porcento de pacíficos manifestantes, o resto …. ah! O resto!

Por outro lado, avaliar um contexto inteiro por meia dúzia de “sem-noções”, parece nada sensato. Nada, nada. Vale para as duas situações.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.