O que fazes aqui?

Por Mercury Lamp

Eu estava indo em direção ao abismo.

Quando ouvi um cantarolar, era a voz mais bonita que eu já tinha ouvido.

Porém as canções que proferia eram puras lamentações.

Olhei para trás, lá estava o coração partido, seguindo o mesmo caminho que eu.

Estendi minha mão para aquele coração.

E o afastei da perdição.

Porque alguém como tu escolheu a dor? O abismo não é teu lugar.

Tua alma és tão bela quanto tua voz, a mesma voz que me desviou do meu destino cruel.

Teu lugar é com os anjos, cantando a canção celestial.

Já eu, fui destinado ao abismo.

Mas tu não acredita em mim.

Alguém te fez acreditar que o teu destino era cantar lamentações.

Provavelmente alguém com o mesmo destino que o meu.

E por puro egoísmo quis te levar junto com ele, pois te desejava, mas não poderia te seguir em direção ao paraíso.

Sentiu que tinha o direito de sabotar tua felicidade, por essa razão ele pertence ao abismo.

Sendo esse o caso, renuncio meu destino que havia aceitado de bom grado.

Irei te guiar para o teu verdadeiro lugar.

Essa é minha missão a partir de agora.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.