A arte da estratégia — O combate (5)

José Wilker
May 7, 2016 · 5 min read

A arte da estratégia é uma série de 7 artigos que abordarão aspectos sobre estratégia com foco em inovação e empreendedorismo. Este é o quinto e irá abordar como entrar e sair de um combate com resultados consistentes.

O combate assim como outros aspectos é um ação bem específica com dois tipos de movimento. Direto e Indireto. Antes de explicar os tipos e suas vertentes, se faz necessário compreender de que a primeira premissa para um combate vitorioso é não ter que expor seu exército em um cenário de fúria. Caso exista a necessidade, que seja com o menor esforço possível e a maior eficiência. Mas, o que é combate?

"luta entre gente, armada ou não."

Os tipos de combate são apenas representativos de uma forma que possam contextualizar todas as possibilidades. Basicamente, a essência de um combate bem sucedido está na composição de ações do conjunto.

Vamos observar uma luta de Boxe para podermos analisar uma situação mais comum que exemplifique, combate. No Boxe, a figura que está realizando um movimento no sentido do ataque demonstra automaticamente que está com energia sobrando e quando está retraído quer dizer que está faltando. Porém, quando um combate não segue o formato tradicional gera confusão no oponente facilitando a exposição de suas falhas.

Um combate direto sempre deve ser evitado. Caso não exista saída, e esteja retraído, lute. Se existir uma saída, e a possibilidade de ser derrotado estiver clara, recue.

Um combate indireto define o resultado de uma guerra com a menor possibilidade de movimentos possíveis. Recuar em uma ação estratégica não significa se render, quer dizer que o seu movimento não será de ataque e sim de defesa, mesmo que esteja atacando. Movimentos de defesa costumam deixar o oponente mais confiante, abalando assim a sua estrutura cerebral para a tomada de decisões. Sendo assim, é possível atrair a atenção para outro ponto possibilitando ataques em pontos fracos.

Para exemplificar esses tipos de combate, podemos observar novamente um jogo de Xadrez. Durante o início do jogo, as possibilidades para movimentos são completamente limitadas, porém, a cada movimento um leque de oportunidades se abre. Dessa mesma forma funciona em uma guerra, basicamente tudo consiste em movimentos completamente coordenados de forma simultânea coligados entre ataque e defesa.

No entanto, imagine quando um boxeador dispara uma combinação de movimentos contra seu oponente, isso pode retarda-lo ou pode deixar a figura que está se movimentando no sentido do ataque ficar com a defesa aberta. No caso do Boxe existe uma característica peculiar, distrações muitas vezes vem de áreas que não atacam, mas todos os ataques vem das mesmas armas com apenas movimentos diferentes, individual ou em conjunto.

É necessário conhecer o cenário e as figuras envolvidas, seja do seu lado do tabuleiro ou do lado do seu oponente. Quanto mais oponentes ao mesmo tempo, maior é a dificuldade do combate e o recuar se torna uma opção sábia. Mas, nunca se render, isso determina o fracasso no mundo empresarial e a morte nos campos de batalha.

No mundo empresarial movimentos ocorrem de diversas formas, às vezes como campanhas de marketing viral, às vezes com programas de especialização para colaboradores e outras vezes com a criação de novos produtos ou serviços. Um combate completamente indireto acaba gerando um movimento em cadeia de todos os oponentes que estão envolvidos no mesmo cenário competitivo.

É importante compreender que sempre um movimento deve ser bem calculado, se ele for desorganizado você pode acabar caindo em uma estratégia do seu oponente.

Quando se observa o contexto empresarial para desenvolvimento econômico, muitas empresas utilizam de artifícios verdadeiros ou falsos para determinar quais serão resultados que seus oponentes podem gerar a curto, médio e longo prazo. É muito comum uma empresa fazer uma campanha viral envolvente sobre um produto aparentemente falso (GMAIL), ou então "perder" algo especial em fase de desenvolvimento (iPhone). Em uma luta como o Boxe isso também ocorre, geralmente quem está em uma posição mais privilegiada baixa a guarda e realiza provocações. Isso é resultado de uma movimentação arbitrária em busca de resultados como a desestabilização dos movimentos e a percepção dos próximos passos.

Imagine uma luta de Boxe, quando uma figura baixa a guarda, qual é a reação do oponente ? Avançar e atacar. Basicamente, quem baixou a guarda já espera que um movimento de ataque ocorra, quando ele ocorre, o oponente pode acabar caindo em uma estratégia de defesa — ataque, onde a figura que está se movimentando (baixando a guarda) acaba se defendendo para poder atacar no momento oportuno, buscando assim uma eficiência plena em suas ações.

Quando existir a necessidade de um combate direto, observe quais são as possibilidades de jogada do seu oponente. Tentar se adiantar para se alinhar movimentos pode resultar cair em uma armadilha que no contexto empresarial acaba gerando prejuízo financeiro. É importante ter cuidado e cautela nos movimentos, mas nunca medo.

Com a sociedade cada vez mais desenvolvida, os combates são mais ligados a inovação e tecnologia. Logo, se faz necessário que múltiplos movimentos sejam utilizados em conjunto com vários cenários diferentes. Por isso é muito natural observarmos as empresas criando cada vez mais benefícios para seus colaboradores para que isso possibilite a criação novos produtos e aprimoramento dos existentes. Isso é resultado de uma organização e é assim que funciona os combates no mundo dos negócios, cruéis para os envolvidos e progressista para os beneficiários.

No mundo empresarial muitos combates são por ideais, percepções, e consecutivamente a busca por mais riqueza que proporcione mais poder ou posto notável na hierarquia. Porém, nesse combate quem colhe os benefícios é a sociedade que está inserida no contexto, conhecido como "concorrência", isso altera os formatos de combate pois cada vez existem diversas figuras envolvidas em múltiplos cenários com diversos contextos.

É impossível determinar qual será o resultado de um combate. Mas, se preparar é uma premissa básica e isso deve ocorrer dia após dia para não existir surpresas. É importante ter em mente que se estiver preparado e com movimentos coordenados as possibilidades de vitória são altas.

A importância de estar passos a frente reflete completamente no resultado de uma batalha, tornando-a em alguns momentos uma batalha fria. Valorize os combates indiretos, mas saiba que a vitória vem por meio de um ataque direto na fraqueza do oponente.

No próximo artigo será abordado aspectos referentes ao contexto e suas respectivas dificuldades para manter uma busca constante por resultados.

J.W

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade