Precisamos conversar sobre alimentação saudável.

(Calma, eu não vou propor que você grelhe uma melancia)

Esse texto não é uma cagação de regra. Esse texto não é nem sequer pra compartilhar receitas saudáveis, sem glúten ou zero açúcar.
Eu só quero dizer que fui pra cozinha e fiz um bolo vegano.

Aqui em casa quem comanda a cozinha sou eu. O maridão não se atreve a entrar nestes domínios e analisando os hábitos alimentares dele que se resumem a macarrão de panela de pressão e pão com requeijão eu tenho certeza que é melhor assim. Quando eu morava com a minha mãe as coisas eram diferentes. Ela cozinhava, eu comia. Em meio a todas aquelas refeições tipicamente nordestinas onde tudo obrigatoriamente leva um pouco de farinha de mandioca, a.k.a “O Elixir Nórdico”, era impossível colocar um bolo vegano ou uma torta de carne de soja no menu por exemplo.

Acontece que na semana que passou eu fiz estas duas receitas aqui mesmo na minha cozinha.
Foto Ilustrativa (o meu não saiu tão bonito)

Pra ser sincero eu tinha me preparado pra fazer uma torta cremosa de frango com requeijão mas como não tinha frango e nem requeijão na despensa, acabou rolando uma torta de carne de soja mesmo. Já o bolo vegano, foi o que deu pra fazer com os ingredientes que sobraram na geladeira depois de usar metade da dispensa na receita anterior. Me virei sem ovos nem leite e acreditem, ele cresceu e ficou bom!

A verdade é que a grande maioria das pessoas comuns tem aversão a essa tal cozinha saudável e quando eu digo pessoas comuns eu me refiro ao brasileiro mediano e não ao seu amigo hipster da república.

Sempre rolou um grande debate sobre o provável elitismo da alimentação saudável. Recentemente inclusive teve Chef gringo dando workshop em favelas do Rio e isso é maravilhoso.

Esse debate, essa troca de informações é bastante importante.

Eu dispensei o mesmo esforço pra preparar os tais “pratos saudáveis” e cheguei a conclusão de que cozinhei de forma mais saudável justamente por ter poucos ingredientes disponíveis, muita força de vontade e acesso a informação (obrigado Google).

Não precisei gastar um real a mais pra preparar dois pratos deliciosos que encheriam de orgulho a minha mãe, pelo menos até ela saber a lista dos ingredientes…

O que eu aprendi? Talvez a cozinha saudável seja simples, gostosa e acessível e na verdade somos nós mesmos que dificultamos as coisas grelhando melancias.