UM MITO

Jp Santsil
Dec 14, 2019 · 1 min read

Mulher
De onde vem tanta beleza encantadora
Que fascina e seduz homens e deuses
Mortais e imortais

Que mistério tem em teu olhar tentador e imaculado
Que penetra em todos os corações
Sejam eles rígidos como uma pedra
Ou sensíveis como uma flor

Quem adornou este corpo escultural
De constituição delicada e sedutor
Que ostenta tanta beleza
Mas, tanta beleza!
Que até Oxum e Vênus a invejou

Mulher
Tu que tens o dom da sedução
Tu que és obra prima dos deuses

Ó bem feita de corpo de formas suaves

Não!
Não devemos mais chamá-la de simplesmente MULHER
És algo mais sublime e adorável
És como uma ninfa ou mais extraordinário
És como uma fada ou mais magnífico
És como um anjo, um orixá, uma deva
Ou mais deslumbrante, suntuoso e pitoresco

És uma deusa
Cujo agora chamo de MEU AMOR

Written by

Onde me manifesto… sou como o entardecer, onde o vento passa ao silêncio da morte e as árvores vibram ao ver passar. Se não me manifesto… no nada tudo serei.

More From Medium

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade