amor livre

olhou pra mim, pegou na minha mão
e me chamou pra fazer a revolução
me convidou pra mudar o mundo
eu, que sempre tive o desejo profundo
de poder mudar esse mundo imundo

e falou: vamos construir outra realidade
feita com nossos sonhos e nossa liberdade 
livre do ego, medos e vaidade 
que a gente sempre viva em igualdade
compreendendo que a felicidade
não pode vir do consumo,
mas tem a ver com a habilidade
de encontrar seu próprio rumo

e de ser quem e tudo aquilo que se é
eu peço à Deus que não nos falte fé
esperança, amor e coragem
de se mostrar maior que essa imagem
que eles têm de nós
eu quero um mundo onde eu possa ter voz
e às vezes, digo, só às vezes ter você
mas sempre lembrando de nunca esquecer:

que ainda é preciso a gente aprender
a amar sem pertencer
a desobedecer
compreender
que o amor não precisa doer

pegou na minha mão
me chamou pra ir pra rua
eu aqui, na intenção
de a gente ir olhar a lua
e que eu jamais seja totalmente sua
mas sem poder negar que eu to na sua
e que eu queria poder andar nua
por cada cômodo da sua casa
e depois bater asa

o amor é lindo, livre, leve
por favor, amor, me leve
pra esse mundo novo...