Olha aqui, tá sujo?

Acho que foi na quinta série que eu comecei a andar com Juliana, a mais linda do colégio, um amorzinho, a BV e que tinha uma puta mania chata, toda vez que ela levantava pedia pra alguem olhar e ver se a calca dela estava suja. Nunca tava, cara!! nunca!! Até que uma vez Juliana menstruou né?! e a calça sujou. Parecia que ela tava prevendo a tal calça com borrão de sangue. Nem preciso dizer que pra uma menina de 11 anos isso seria o fim do mundo, o fim da vida social, o fimmm e o começo da zuação e do boleng, do qual ela já sofria por ter pêlos demais nas costas, pobre da Juliana, mesmo sendo a mais gata sofria bolengg.

Eu só fui começar a usar calça branca quando comecei a me ligar nas datas da menstruação. Sei lá quando foi isso, minha menarca foi aos 10 anos, eu só queria usar calcinhão dos Teletubbies e assistir qualquer coisa na TV cultura, mas tinha a parte boa, óbvio, usar os absorventes com embalagens divertidas.aff.

Escrevo isso em 2016, final de, mas anos depois da minha infância nean e traumas com calças manchadas pra dizer que… tô com a calça manchada, aos 25 anos me sujei, tô suja, agora tô aqui com blusa amarrada na cintura e só querendo ir pra casa chorar. Mentira, mas querendo ir pra casa e torcer pra que ninguem veja no caminho.

Dá um medo de ser hostilizada, apontada “olha aquela suja, sebosa que menstrua e nao consegue controlar o próprio fluxo”. gente, não, não consigo!!! 
Tô um tempo querendo aderir ao coletor, vou usar, mas certamente o meu medo vai continuar e vou seguir pedindo pra alguém conferir.

Porque o ano mudou, da escola a gente já saiu, mas as pessoas continuam as mesmas, ainda sem empatia alguma.

Ps: Juliana é o nome dela mesmo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.