Eu só queria que essa história que eu vou contar pra vocês estivesse passado em 2016. Senta que lá vem história.

Eu passei minha pré- adolescencia toda apaixonada pelo Alex Band, vocal do The Calling, se você não sabe quem é, eu nao sei explicar, só sentir e pedir pra você dar um Google.

Vamos ao que interessa, passada a minha euforia da pre-adolescencia de poster na parede, de gravar entrevistas em VHS, decorar letras e traduções, eu comecei minha vida adulta e ainda não superado o sonho de conhece-lo fui a um show da extinta banda e do então Alex Banda versão solo.

Levei uma camera digital emprestada, porém, sem pilhas alcalinas , levei pilhas normais que nao aguentaram a pressão e nem sequer ligou a camera. Meu cel nao tirava foto “eu só queria uma merda de uma foto daquele dia que seria a realização de um sonho de infancia porra!!!!” A vida continuou.

Nao havia quase ninguém nesse dia, somente os sobreviventes daquela trilha de novela de 2001 e entre eles havia o Diego (acho que é esse o nome dele) Diego contou um pouco da vida dele e eu da minha vida (durou 2 minutos, porque nao havia muito o que contar né mesmo? eu com 18 anos primeiro trabalho e primeiro ano de faculdade, fim)

Diego acompanhou meu probleminha com a camera e me disse “calma, eu tiro as fotos e depois te mando por e-mail” eu feliz e crente que esse e-mail um dia saltaria na caixa do meu extinto yahoo. 
Pois bem, o show acabou e pra surpresa de todos se formou uma fila e todos eu digo “todos” poderiam tirar uma foto com ele. Eu tirei, disse um tímido “Hi” e nao chorei de emoção, acho que pelo delay desse momento não rolou a lágrima, já estavamos em 2009, né pô.

Eu fui pra casa feliz, me despedi de Diego que me disse “te mando as fotos”.

Procurei por semanas o Diego no Orkut e até hoje ninguém acredita que teve esse momento. 
Eu nao chorei, mas realizei um sonho de pseudo infancia. Ah e ainda tenho esperanças de encontrar o Diego.

2016,