“Partida”

Você me promete suas palavras
quando o que realmente precisa é silenciar.
Eu largo mão das minhas dores para que a seu mundo eu possa abraçar.
Me entrego de peito aberto, 
mas você …
Eu sangro e eu transbordo.
Eu transbordo…
Eu chego a sufocar.
E eu sufoco.
Eu respiro fundo e com orgulho digo
que eu preciso de você.
Mas eu preciso mais de você do que consigo aguentar.
E você transborda.
E você enxuga.
E você se esconde.
E você se vai.
Então, de uma forma tão súbita
que chega a me confundir,
você diz que precisa de mim…
Mas você precisa mais de mim do que consegue aguentar.
E você concorda,
e você se esvazia,
e você se deita,
e você me deixa…
E então você se vai.

(Juan Porto)