PM de São Paulo é denunciada na ONU

A ONG Conectas apresentou a denúncia diante do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas na última segunda-feira (19) em Genebra, pedindo que sejam dadas explicações das autoridades brasileiras. No discurso, citaram a criminalização dos protestos e a violência constante da Polícia Militar, que já fez várias vítimas desde o início de setembro. Entre elas, a jovem Deborah Fabri, de 19 anos, que perdeu a visão do olho esquerdo por conta de um estilhaço de bomba. A entidade também falou sobre a prisão ilegal de 26 pessoas (entre elas, oito adolescentes) poucas horas antes do protesto realizado no dia 4/9 e o envolvimento, nessa operação, de um agente infiltrado do exército.

Repressão da PM em São Paulo no ato contra o governo Temer
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.