STRANGER THINGS — TEORIA DO PENSAMENTO PROJETADO

bom dia.

Este é meu primeiro texto postado no Medium. Trata-se de uma teoria (pequena) que criei em torno da primeira temporada do seriado StrangerThings. É meio que um “treino” . A temporada já terminou e já estamos ansiosos para a próxima, mas vale a publicação.

É só um post de estreia, porque vem muita publicação por aí….. bjs

Olá , já que as teorias estão em alta, resolvi deixar a minha aqui para vocês. Não fiz grandes ligações com cenas e

falas dos filmes, apesar de ser praticamente impossível não nos atentarmos aos detalhes.

Quando se trata de Stranger Things, somos todos detalhistas, fãs, roteiristas de apoio e o principal:

conspiradores! Haha

Pois bem, lá vai.

Fruto do pensamento projetado.

THESSALHYDRA E DEMOGORGON são (em parte) frutos da imaginação dos garotos, e assim sucessivamente os

monstros vão surgindo conforme suas jogadas no RPG, e os monstros escolhidos por Mike para liderar a

“matanza”.

O poder da escolha. A racionalidade VS instinto — Demogorgon & UpsideDown (Mundo Invertido)

As duas cabeças do Demogorgon que possuem duas personalidades distintas, ambas tramando uma contra a

outra representam o lado bom e perverso do ser humano, como uma batalha interna onde você resiste às

tentações com todas as suas forças, e ao mesmo tempo não.

E o mundo invertido pode ser uma concentração energética de pensamentos e forças negativas que habitam o

inconsciente humano, como situações mal resolvidas, rancores, traumas, lembranças… Isso tudo serve pra

potencializar e desencadear uma espécie de invasão do Upside Down ao mundo normal, o mundo dos certinhos,

dos que varrem a sujeira pra debaixo do tapete: o mundo dos inconsequentes. Lembrando que o portal já foi

aberto.

O projeto Montauk (Mkultra) tinha por objetivo expandir as fronteiras da mente a fim de estabelecer novos

limites, e a partir deste, o controle da mente humana. Mas para que isso fosse possível, era necessário saber até

que níveis a consciência (e inconsciência) humana são capazes de alcançar.

Essas experiências podem ter causado um colapso. Afinal, se a tele cinese existe, por que a materialização de

sentimentos e pensamentos submersos não?

Penso. Logo existo.

Não quis dizer que se trata de uma metáfora. Tudo realmente aconteceu; o projeto, os experimentos com Terry

Ives, o nascimento e telepatia de Eleven, o Monstro. Mas, de alguma forma, houve uma reação em cadeia com a

abertura deste “portal”, uma troca de energias, quem sabe? Onde alguns seres humanos (do lado de cá) mais

“predispostos” plugaram-se …. e através de seus desejos mais ardentes e traços de personalidade entraram em

sintonia com o mundo em volta, e com outros mundos também.

Espero que gostem, não sou muito experiente em teorias….

Abraço!!!

Amigos não mentem! Só conspiram kkkkkk

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.