Sem Desculpas

Não me desculpo mais pelos sonhos que tenho

Quem não sonha tão alto

Que não me venha com desprezo

Não me desculpo mais por sentir tanto

Alguns, apavoro

Outros, encanto

Não me desculpo mais por dizer o que penso

Principalmente quando

Remo contra o senso

Não me desculpo mais por nem sempre

Saber o que quero

Tudo bem ser um mistério

Não me desculpo mais por mudar constantemente

Não sou tela pronta

Desenho-me sempre

Não me desculpo mais pelos erros que não cometi

Devolvo-os a quem

Jogou-os em mim

Não me desculpo mais pela culpa que não é minha

Livro-me dela

E sigo sozinha

Não me desculpo mais por me priorizar

Outros cabem em meu peito

Mas eu ocupo o primeiro lugar

Não me desculpo mais por ser assim

Quem não me aceita

Não gosta de mim.


Que sejamos sempre quem nós somos, sem desculpas.