gosto de ter a sua retina

compondo o quadro da minha rotina famigerada

e ao te ver me vendo

minha pupila dilata

tentando talvez traduzir o desejo que me aplaca

por você e pelo que você traz na sua rede, homem do mar:

dias cada vez mais azuis

como o seu olhar de águas nunca antes navegadas,

como o meu corpo, todo, virando sua enseada.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.