Meu eu

“Muchacha en la ventada”, por Salvador Dalí.

O eu quer saber

O eu quer buscar

O eu quer entender

O eu quer amar, amar além do que possa amar

O eu não consegue saber

O eu não consegue buscar

O eu…

Não entende

Mas sim,

O eu consegue amar, amar, amar