Paulista e Paulistano que tem a cabeça na Avenida Paulista não merece ser digno do menor respeito. É o sujeito que não quer São Paulo como ela é, mas como ele idealiza, como uma metrópole gigante, suja, moderninha, cheia de drogados, que acabam por fazer contraponto controlado em relação ao seu caretismo e pseudo conservadorismo. São Paulo é enorme, tem lugares ótimos, mas aqui há milhares de tarados com uma avenida. Feia, suja, com pessoas horríveis e hábitos horríveis também. Delenda est Paulista Aveneu!

Like what you read? Give Julio C. S. Bueno a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.