Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil intimida e ameaça pastores de sua denominação que compartilharem denúncia de Julio Severo contra defensores luteranos de Lula e da Teologia da Libertação

Julio Severo

Em carta de 17 de agosto de 2018 dirigida a todos os pastores da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB), seu presidente, Pr. Nestor Paulo Friedrich, disse: “Tenho acompanhado com indignação as manifestações envolvendo a IECLB nas redes sociais, agora também com ataques pessoais!”

Templo da IECLB

Ele então explica o que são os supostos ataques pessoais:

“O autor de um texto acusa ‘os líderes da IECLB de defender Lula e o aborto’. Acompanha uma foto de culto de ordenação. Trata-se de uma manifestação de calúnia e ódio! Alerto que, compartilhar um texto assim, torna-me conivente com tal manifestação de calúnia e ódio. Pior ainda é quando um Ministro ou Ministra compartilha tal texto sem antes conferir a veracidade do que ali está sendo afirmado.”

O presidente da IECLB se refere ao artigo “Líderes da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil apoiam Lula e o aborto desrespeitando suas próprias congregações,” que é de minha autoria.

Enquanto que o que está mais destacado na carta dele são as palavras “calúnia e ódio,” o que está mais destacado no meu artigo são as palavras “Teologia da Libertação e Teologia da Missão Integral.”

Ataques pessoais, como palavrões e adjetivos maliciosos, estão ausentes do meu artigo. Essa ausência invalida completamente a falsa acusação de Friedrich de que meu texto contém supostos “ataques pessoais.”

Denunciar que Walter Altmann, ex-presidente da IECLB, é um famoso defensor internacional da Teologia da Libertação não constitui calúnia nem ataque pessoal.

Denunciar que Lusmarina Campos, que é pastora da IECLB, defendeu o aborto no Supremo Tribunal Federal não constitui calúnia nem ataque pessoal.

Denunciar que o presidente da IECLB assinou manifesto em apoio a Lula não constitui calúnia nem ataque pessoal, pois o link do manifesto veio registrado, com a devida assinatura, no meu artigo.

Para que a acusação de Friedrich (de que meu artigo é uma manifestação de calúnia e ódio) tenha fundamento, primeiro ele precisa provar que o que escrevi é calúnia, que significa “mentira, falsidade e invenção.”

Ele precisa provar que pastores principais da IECLB não defendem a Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral. Se ele conseguir provar que Walter Altmann na verdade combate ambas as teologias, serei obrigado a reconhecer que caluniei ao dizer que Altmann e outros pastores da IECLB defendem a Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral.

Se ele conseguir provar que pastores da IECLB não defendem o aborto e nenhum pastor da IECLB nunca foi ao Supremo Tribunal Federal para defender o aborto, sua acusação de calúnia terá base para me punir legalmente. Então terei de reconhecer que caluniei ao dizer que uma pastora da IECLB foi ao Supremo Tribunal Federal defender o aborto.

Se ele conseguir provar que nenhum pastor da IECLB foi visitar Lula na cadeia para prestar solidariedade, então serei obrigado a reconhecer que cometi calúnia ao dizer que o vice-presidente da IECLB foi visitar o criminoso condenado Lula.

Apesar de tudo, reconheço que o presidente da IECLB está certo numa acusação: ódio. Confesso que tenho profundo ódio da Teologia da Libertação e da Teologia da Missão Integral, que são ideologias marxistas que parasitam a missão da Igreja, usando-a como plataforma de causas estranhas ao Evangelho.

Sim, reconheço que sou culpado desse tipo de ódio. Portanto, se existe na lei alguma cláusula que pede punição e prisão para alguém que odeia essas duas teologias, então mereço punição e prisão!

Se Friedrich quiser saber a razão por que odeio tanto a Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral, a explicação é muito simples: É porque amo Jesus Cristo e Seu Evangelho puro.

O discursinho de “ódio” é o mesmo discurso da esquerda, que apela dizendo que oposição ao aborto é “ódio” às mulheres, que oposição à doutrinação homossexual de crianças é “ódio” às crianças e que oposição à agenda gay é “ódio” aos homossexuais.

Agora, na versão do presidente da IECLB, “calúnia e ódio” é fazer oposição à Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral!

Se com esse discurso patentemente marxista ele quisesse amedrontar só a mim, ele teria enviado sua carta blefadora diretamente para mim. O fato de que ele enviou aos pastores é sinal de que ele quer intimidá-los com tais blefes, acusando de calúnia e “ataques pessoais” um artigo que apenas desmascara a defesa de Lula, do aborto, da Teologia da Libertação e da Teologia da Missão Integral.

A ameaça de processo é contra o autor do texto (eu mesmo!) e aos compartilhadores. Isso ficou evidente no trecho da carta onde Friedrich diz: “Alerto que, compartilhar um texto assim, torna-me conivente com tal manifestação de calúnia e ódio.”

Sua carta foi na verdade uma manifestação de bullying, intimidação e autoritarismo. Sendo-lhe impossível negar que a IECLB está infestada de líderes que promovem a Teologia da Libertação e a Teologia da Missão Integral, o presidente da IECLB apelou para a tática de amedrontar os pastores de sua denominação com uma carta com falsas acusações.

Acusar, sem base alguma, de ódio e calúnia e ao mesmo tempo intimidar é tática tipicamente esquerdista. Ameaçar de processo a mim e aos pastores que compartilham meu artigo é conduta esquerdista.

Não fui o único que percebi a intimidação do presidente da IECLB. Em email enviado a todos os pastores da IECLB, o pastor emérito Werner Dietz denunciou:

Aos Ministros e Membros da IECLB!

Eu nem sei com que palavras manifestar meu desconforto com a Direção da IECLB, encabeçada hoje pelo colega P. Dr. Nestor Paulo Friedrich.

1.- Em primeiro lugar ele, Nestor, persegue e permite que sejam perseguidos membros da nossa Igreja. Não me refiro somente ao fato de a IECLB PROCESSAR um membro por ele ter externado o seu ponto de vista. Onde estamos? A DIREÇÃO da Igreja processando aqueles que a sustentam financeiramente? Amanhã a IECLB não vai mais ter MEMBROS, que foram todos espantados porque não queriam se ver processados, e sobra apenas uma DIREÇÃO, mas que então pode dizer: “Nós ganhamos na justiça!”

Hoje a DIREÇÃO da IECLB persegue um membro simplesmente por ter passado adiante um LINK em que uma verdade sobre a IECLB está sendo apontada: o desvio DOUTRINÁRIO, MORAL e POLÍTICO da DIREÇÃO da IECLB — com uma foto de uma cena de ordenação de pastores em que aparece o Presidente da IECLB (“Por postar no facebook invadiram a minha conta, denunciaram e o face me bloqueou.”). O nosso Pastor Presidente não gostou que tenha sido usada indevidamente uma FOTO ilustrativa. Depois de tirada a FOTO, ele se tranquilizou; só que isso não mudou o conteúdo pesado do LINK com a VERDADE contra a DIREÇÃO DA IECLB! A liderança da IECLB CONTINUA a defender o aborto, além de um bandido condenado por roubo, bem como os seus asseclas. Para a nossa Direção o sistema judiciário brasileiro é que é o criminoso, e não a bandidagem que desmontou a economia do nosso País e depenou a Petrobrás, para ficar só nestes dois exemplos.

2.- Hoje recebo um LINK da parte da PRESIDÊNCIA DA IECLB (“Compartilhamos, através do link http://www.aplicativosieclb.org.br/docs/267020.pdf , carta do Pastor Presidente da IECLB, Dr. Nestor P. Friedrich”). Neste ele tenta remendar o uso político a que a IECLB está sendo submetida nas últimas décadas.

Coitado do Pastor Presidente, ele se queixa de “ódio e calúnia.”

“Forte Abraço” Ai do abraço dela!

Werner J. Dietz

Se não houver reação de luteranos conservadores contra as investidas de luteranos esquerdistas, as palavras de Jesus se cumprirão na IECLB:

“E Jesus disse ainda: — Eu digo isso para que vocês não abandonem a sua fé. Vocês serão expulsos das sinagogas, e chegará o tempo em que qualquer um que os matar pensará que está fazendo a vontade de Deus. Eles vão fazer essas coisas porque não conhecem nem o Pai nem a mim. Mas eu digo isso para que, quando essas coisas acontecerem, vocês lembrem que eu já os tinha avisado.” (João 16:1–4 NTLH)

Parafraseando:

“Eu digo isso para que vocês não abandonem a sua fé. Vocês serão expulsos da IECLB, e chegará o tempo em que líderes da IECLB que intimidarem, caluniarem e ameaçarem vocês de processo pensarão que estão fazendo a vontade de Deus. Eles vão fazer essas coisas porque não conhecem nem o Pai nem a mim. Mas eu digo isso para que, quando essas coisas acontecerem, vocês lembrem que eu já os tinha avisado.”

Fonte: www.juliosevero.com

Leitura recomendada:

Líderes da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil apoiam Lula e o aborto desrespeitando suas próprias congregações

Walter Altmann, Conselho Mundial de Igrejas, Teologia da Libertação e Fantasmas Soviéticos

Viadagens teológicas: ambiente da teologia da libertação e TMI produzindo teologia gay no Brasil

Rev. Larry Christenson, pioneiro luterano carismático

A guerra religiosa entre CIA e KGB na América Latina

Ressuscitando a Teologia da Libertação

Fantasmas soviéticos assombram o Conselho Mundial de Igrejas

Desarmamento espiritual não é ideia de Deus

Expulsão de demônios: verdades e confusões

O espírito de Karl Marx em Lausanne: Teologia da Missão Integral

Desarmamento espiritual não é ideia de Deus

Jesus, os fariseus e os cessacionistas

O Evangelho, os demonizadores e os expulsadores de demônios

Johann Christof Blumbhardt: Quando o poder de Deus se revela

Condenação do ex-presidente Lula por corrupção num Brasil tradicionalmente corrupto

Filósofo “direitista” de língua bifurcada, sofisticadamente falsa e mentirosa

O mínimo que você precisa saber para não ser um “evanjegue”

Julio Severo busca mobilizar os cristãos a orações diárias com “Prophetic Prayers” (Orações Proféticas)

Like what you read? Give Julio Severo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.