Hipnose no tratamento de Fobias

Quantas pessoas já evitaram uma entrevista de emprego ou subiram dez andares de escada para não ter que usar o elevador? Mesmo admitindo não ter uma explicação racional, quantas pessoas entram em pânico total ao ver uma barata?
 É grande o número de pacientes que evitam um tratamento odontológico devido seu medo de dentista ou sofrem ao ver uma agulha. Você já deve ter conhecido alguém assim. Quando uma pessoa percebe que seus medos ou fobias atrapalham sua vida cotidiana, trabalho e relacionamentos, já está na hora de procurar ajuda profissional.

Leia também:

Entenda e conheça como reduzir a ansiedade

Entenda melhor a origem de fobias e medos

Ansiedade e medo — A hipnose clinica no tratamento

Assim, como podemos observar o homem e a mulher do nosso tempo tem sofrido demasiado com a ansiedade e com seus medos. No que diz respeito ao medo ele é útil quando se trata de uma reação emocional a determinada circunstância e tem o papel de nos proteger, já a Fobia é a reação de medo extremamente desproporcional ao estímulo trazendo sofrimento e prejuízos pessoais.

Como a hipnoterapia pode ajudar no tratamento das fobias?

É importante ressaltar que uma fobia assim como as crenças limitantes inconscientes tem força para impedir o crescimento pessoal, e também é capaz de levar um indivíduo a fazer escolhas contra si mesmo, e mesmo seu esforço pessoal não será suficiente para encontrar saídas e atingir seus objetivos. A hipnoterapia é uma terapia de curta duração e o seu sucesso em lidar com a fobia tem recebido o reconhecimento de muitos profissionais da área da saúde mental e de pacientes que procuram essa técnica para se libertar de seus temores e sofrimentos.

O que é hipnoterapia?

A hipnoterapia é uma técnica coadjuvante no tratamento psicológico e psiquiátrico, auxiliando sempre de forma educativa, aproxima o paciente de novos comportamentos e novas perspectivas para lidar com a vida de forma a ter mais segurança, esperança, força e atitudes para aceitar e fazer mudanças.

O que acontece em uma sessão de hipnoterapia?

A hipnoterapia se utiliza de um relaxamento ou estado modificado de consciência para realizar a aprendizagem e alcançar seus objetivos. Durante a sessão de hipnoterapia o cliente está totalmente consciente e é capaz de interromper a sessão quando desejar. O relaxamento ou transe na hipnoterapia é apenas um estado mental especial, em que o cliente grava as sugestões e orientações com maior facilidade. Sempre que uma pessoa está em estado de relaxamento (transe ou estado modificado de consciência), as possibilidades de mudança no comportamento e na mente são muito mais rápidas e eficazes, pois durante este estado mental as resistências criadas pelos traumas, crenças limitantes e educacionais não interferem negativamente na mudança proposta.

A hipnose não é considerada uma técnica esotérica?

Não, definitivamente. Hipnose é um fenômeno neurofisiológico legítimo, onde o funcionamento do cérebro possui características muito especiais. Tais características, únicas, podem ser verificadas por alterações em eletroencefalograma no decorrer de todo estado hipnótico e visivelmente por manifestações não presentes em outros estados de consciência, como rigidez muscular completa, anestesia, hipermnésia (reforço da memória) e determinados tipos de alterações de percepção. A hipnoterapia usa as vantagens de trabalhar com o cérebro neste estado para ajudar as pessoas.

Que vantagens têm a Hipnoterapia?

Uma pessoa hipnotizada pode lembrar-se com mais detalhes de situações passadas (regressão de memória) que explicam suas dificuldades emocionais e/ou sociais do presente e, desta forma, otimizar seu tratamento terapêutico, pois, uma das dificuldades dos procedimentos terapêuticos tradicionais é lidar com o “esquecimento” de determinados fatos do passado que atrasam o desenvolvimento da terapia.

É verdade que uma pessoa hipnotizada obedece a qualquer tipo de ordem dada?

Não funciona desta maneira. O cérebro da pessoa está sempre pronto para desperta-la se ocorrer algo ofensivo, que seja contra sua moral ou costumes.

Pode alguém ser hipnotizado sem sua permissão?

É muito difícil hipnotizar uma pessoa que não queira cooperar ou que não confie no hipnólogo, pois, a função do cérebro é sempre proteger e não se expor a qualquer tipo de situação desconhecida. O tipo de atividade cerebral que ocorre quando uma pessoa está sendo ameaçada, oprimida, assustada ou desconfiada, inviabiliza o transe hipnótico que possa ter alguma utilidade terapêutica. É certo que existe uma porcentagem pequena da população que tem uma sensibilidade muito grande à indução hipnótica, e essas são as maiores “vítimas” dos hipnotizadores circenses, pois esses, pela prática, identificam tais pessoas numa platéia e sempre as escolhem para fazer as apresentações, que não tem objetivo terapêutico algum. Por outro lado, existe uma outra porcentagem, também pequena, da população que é insensível à maior parte das técnicas de indução hipnótica.

Se o terapeuta passar mal e desmaiar, eu ficarei para sempre em transe?

Não. Se algo ocorrer e a pessoa não for trazida do transe, ela continuará em processo de relaxamento até chegar o sono comum, cochilará por algum tempo e acordará normalmente; ou fará o processo inverso. Todo este processo é concluído em minutos.

É Legal utilizar hipnose para tratamento de problemas emocionais, sociais etc?

Sim. A hipnose é hoje legalmente reconhecida e utilizada no Brasil por profissionais de Medicina, Odontologia, de Psicologia, do Sindicato dos Terapeutas e possui diversas outras associações profissionais sérias em todo o mundo que estudam e utilizam a hipnose como ferramenta produtiva em seus campos de trabalho, como na Fisioterapia e na Enfermagem.

A hipnose pode tirar meus medos de uma só vez, rapidamente?

Em alguns casos sim, especialmente naquele grupo de pessoas mais sensíveis a indução hipnótica. Mas este tipo de terapia, apenas sintomática, é improdutiva e irresponsável. Muitas vezes os sintomas apresentados por clientes são apenas como “a ponta do iceberg”. É necessário toda uma investigação para que a correta aplicação de técnicas pertinentes seja oferecida. A terapia não busca o simples alívio dos sintomas, mas sim a investigação das causas dos problemas para que os sintomas não mais ocorram nem se transformem em outros piores. Muitas vezes uma mera “dorzinha” é associada, num evento de regressão de memória, a memórias tristes da infância ou relacionamentos mal solucionados.

Aplicações da hipnoterapia

A hipnose tem muitas aplicações nos ambientes terapêuticos. Entre elas:

Aumento de confiança;

Relaxamento durante o parto;

Tratamento de fobias, medos e ansiedade;

Desordem e distúrbios no sono;

Queixas psicossomáticas;

Alívio pós-traumático;

Controle da dor;

Gerenciamento do estresse;

Controle de hábitos e manias;

Preparação para procedimentos médicos e dentais.

Qual a proposta de ajuda para a pessoa que procura a hipnoterapia?

As orientações dadas durante a sessão de hipnoterapia podem variar de acordo com a necessidade do indivíduo e também pela técnica que mais se adaptar e facilitar no resultado. 
 Durante a sessão tudo é feito com o consentimento do cliente. Busca-se o desenvolvimento e a facilidade em criar expectativas positivas nos momentos que antecedem uma situação de medo ou fobia. Através das técnicas da hipnoterapia são ancoradas sensações de relaxamento e bem estar à situação ou objeto temido. A sessão tem por objetivo preparar o indivíduo para a auto hipnose e saber utilizá-la em momentos de tensão e emergência.

Serviço:

Junior Batista — Hipnoterapeuta [Atendimento presencial e online]
Whatsapp (85) 9 8820 9071
Like what you read? Give Junior Batista a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.