Teremos maconha natural no futuro?

O prefeito de Nova Iorque abriu uma série de leis para prevenir a venda de maconha sintética que trouxe convulsões e até óbito por overdose, algo que não acontece na maconha.

Isso me leva a pensar: O futuro será de maconha sintética?

Antigamente a cocaina era mais natural, era vendida livremente como remédio para tratar de depressão e dor de dente, existia uma certa quantia de cocaina em cigarros e na Coca-Cola. Sigmund Freud o pai da psicanálise usou cocaina – e fez registros e elegios sobre seu efeito no cérebro. E também foi com sua ajuda que descobriu-se o perigo do pó mágico.

E as duas substâncias estão proibidas hoje: a maconha e a cocaína.

Porém aí está o ponto: a coca de hoje nem de longe é natural, é uma química pura.

A maconha no Brasil é vendida prensada, para facilitar o deslocamento, e a droga prensada acaba tendo misturas também para aumentar a quantidadade da maconha como nicotina.

Dado estas informações faço a pergunta:

A maconha hoje em dia é sem dúvidas mais natural que a cocaína e, com o surgimento da maconha sintética, você acha que a maconha no futuro poderá ser mais quimica?

Quanto mais químico mais perigoso isto todos sabem. A maconha não deixa uma pessoa ter overdose – a pessoa dorme antes.

E temos o fato da maconha sintética ser mais barata e mais forte.

Mas e no futuro próximo de 2030 ou mais? Onde o plantio vai ser mais dificil, mais pessoas na Terra e menos espaço para compartilhar, maior demanda de consumo da droga e pouca produção?

Esta cenário poderá transformar a maconha em uma droga mais química do que natural?

(aumentando o perigo da mesma?)

Será que estes tempos de maconha natural são os tempos de ouro e não sabemos? Num futuro onde a maconha será mais perigosa à saúde?