Carl Cox deixa Space Ibiza depois de 14 anos de residência. O motivo é emocionante!

Carl Cox vai finalizar sua residência na Space Ibiza depois de 14 anos

Eu imaginei mil maneiras, notícias, crônicas, notas, reviews pra marcar o meu retorno no mundo dos blogs. Mas nunca imaginaria que seria com uma notícia que é triste e inspiradora ao mesmo tempo.

Em um mercado onde DJs se portam pior do que jogadores de futebol negociando seus passes e jurando ~amor eterno~ a todo clube que vá jogar, é de se admirar a postura de um artista que quer se manter fiel aos seus princípios.

No início deste mês Carl Cox, um dos maiores representantes da house music e do techno no mundo todo, anunciou que deixaria sua residência no mega Club Space de Ibiza. Até ontem ele não tinha explicado quais os motivos que o levaram terminar este relacionamento, mas aí ele cedeu uma entrevista ao site Inthemix e explicou tudo.

Pepe Rosello, proprietário da Space Ibiza, está prestes a completar 80 anos e resolveu se aposentar. Com isso, veio a entrega do club às mãos do Grupo Ushuaia, concorrente da Space. “Quando isso acontecer, tudo mudará. Então não sinto mais vontade de estar lá por qualquer motivo.”, afirmou Carl Cox.

“Eles querem que eu fique pelo ponto de vista comercial — faz sentido para eles, mas não é o que eu quero em meu coração”, disse o DJ e produtor musical de 53anos. “E se eu fosse ficar, seria apenas porque eles me ofereceram um milhão de euros para continuar tocando. Seria tipo: ‘Wooo! Toda noite eu ia levantar, tocar durante 90 minutos as músicas do hanking do Beatport e embolsar € 1 milhão, iam faltar mesas VIP pelo tanto de gente que ia querer estar lá. E eu estaria sorrindo o tempo todo até o chegar ao banco. Mas meu coração me diz que eu nunca faria isso — porque se o Pepe não está lá, eu também não estou lá. Nós crescemos juntos, percorremos todo esse caminho juntos, e vamos terminar juntos! E eu estou muito feliz com isso, porque significa deixar o legado de um clube que fez a diferença. Podemos ir embora com isso — o status lendário do que costumava acontecer na Space quando estávamos lá — porque ninguém mais pode fazer isso, não é possível”.

Tudo bem que já era hora. Afinal quem é que aguenta ficar nessa estrada intensa por tantos anos, por mais divertido que seja? Carl Cox prova que dá pra finalizar um capítulo da carreira de forma íntegra, honesta… Que nem a Gisele finalizou um capítulo da sua carreira ao parar de desfilar. Não significa que eles não vão mais trabalhar, mas algumas coisas tem dia, hora e maneira certa de acabar. Pra eles significa que não importa o quanto ofereçam, simplesmente dinheiro não é tudo na vida (e a essa altura do campeonato eles nem precisam de muito mais).

Pra mim é uma lição para as novas gerações. Vamos ver se, depois dessa, os que se dizem fãs seguem o exemplo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.