Brasil, Pátria de Ladrões

Os últimos dias não sem sido fáceis para nenhum brasileiro. Se deparar com um país entregue de bandeja a pessoas completamente sem escrúpulos não é fácil para ninguém.

O Brasil, juntamente com Angola (inclusive, muy amiga de um certo molusco) provavelmente são as únicas cleptocracias no mundo moderno. O que é uma cleptocracia?

Cleptocracia é a substituição do Estado de Direito por um Estado onde o poder fica nas mãos dos indivíduos que se apropriam do poder público através de diversos níveis para construir poder econômico. Plenitude que se completa pela captura do sistema público governamental pela corrupção política.

O problema já começa com as eleições. Nas últimas eleições para vereador houveram inúmeros candidatos protagonistas de escândalos reeleitos e outros que gastaram pequenas fortunas (algumas de origem muito suspeita) em suas campanhas e foram eleitos. O que isso reflete? O fato de que ganha quem “rouba” mais. Nossas eleições premiam aqueles que utilizam-se de meios escusos para chegarem ao poder, e não pense que apenas a compra de votos com dinheiro é o grande mal, considere também: utilização ilegal de mídia, utilização de inúmeras promessas de empregos, ceder propriedades e dinheiro a candidatos específicos em detrimento de outros, utilização de candidatos fantasmas para desvio das verbas partidárias, entre outras muitas práticas.

O Brasil é um reino de ladrões. Famílias inteiras se criaram sob essa utilização sistêmica do aparato Estatal para subjugar populações, pessoas matam para manterem-se no poder, desviam um helicóptero para poder pegar o filho na escola enquanto pessoas morrem em UTI’s precisando de deslocamento aéreo. Somos uma piada pronta gigantesca.

Seguimos indignados com a utilização do Estado para nos roubar todos os dias. Se você não pensa que imposto é roubo deveria repensar sobre o conceito de roubo. Você é obrigado a pagar para a manutenção do status quo da maquina estatal, a mordomia de chefes do executivo, legisladores e juízes, e em cada poder é possível citar mais de uma pessoa envolvida em grandes escândalos de corrupção.

A manutenção do poder no Brasil é feita através do terror. Quanto mais aterrorizada a população, maior o Estado é. Somos proibidos de nos defender, o Estado nos obrigou a depositar nossa fé e esperança nele para nos proteger daqueles que estão à margem da lei, mas ao mesmo tempo permitiu e permite a existência de um poder paralelo que o “enfrenta”. É tudo um grande teatro armado. O Estado brasileiro finge combater o crime organizado e o crime organizado ajuda a manter toda a população refem o Estado.

A manutenção do poder no Brasil é feita através do terror.

Enquanto nos trancafiamos em nossas casas com muros mais altos, cercas elétricas, carros blindados, câmeras de vigilância permitimos aos poucos a tomada total de nossas vidas por parte do Estado. A polícia é o braço armado do Estado e é com ela que todo o movimento de repressão é feito. Aqueles que deveriam servir e proteger são utilizados como marionetes em planos de ladrões. O policial é tão vítima quanto todo brasileiro, ele precisa cumprir ordens, ele precisa levar alimento para a família, ele precisa ter um sustento. Obviamente não são todos santos, mas não são todos demônios. Lembre-se o seu inimigo é o Estado, não quem é utilizado por ele.

Lembre-se o seu inimigo é o Estado, não quem é utilizado por ele.

Assim, dada a situação, faremos qualquer coisa para nos vermos livres dela. Votaremos em quem nos empurrarem, aceitaremos calados as leis que nos impuserem. Ninguém é de ferro. Precisamos comer, precisamos sobreviver. Não é uma questão de luxos, é uma questão de viver com um mínimo de dignidade, de ter o que comer no fim do dia e assim cada dia que passa deixamos o Estado tomar conta cada vez mais de nossas vidas, nos sugar cada vez mais como um parasita que insiste em sobreviver.

Brasil, pátria de Ladrões, pátria de parasitas.