Acho que há livros e livros.
Filipe Peixoto
11

Com certeza. As exceções existem aos montes. O texto é mais sobre a minha forma de construir de diálogos — e acredito que também possa ajudar muitas pessoas, mesmo que não haja receita de bolo quando o assunto é literatura. Já li muitos livros com diálogos que beiravam o lírico, e na verdade não vejo problema algum nesse tipo de escrita, se esse for o propósito. A palavra falada e a palavra escrita são mesmo coisas diferentes. Algumas coisas ficam boas ditas oralmente e no papel ficam patéticas. Mas, embora aprecie outros diálogos que não os orais (se bem escritos), continuo buscando a oralidade pelos motivos expostos no texto. E minha maior implicância é contra construções forçadas, que empobrecem o texto. Enfim, muito obrigado pelo feedback!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.