Qual o seu problema com a intensidade?

Pexels Photo

As pessoas procuram por intensidade, procuram por sentimentos únicos, salve exceções daqueles que preferem seu canto e que “Deus me livre eu viver uma aventura nessa vida”. Tudo bem, nem todo mundo procura pelas mesmas coisas. Quem sou eu para te julgar?

Mas já levou em consideração que todo mundo procura por algo que incendeia seu peito? Que o deixe sem fôlego, sem ar, que traga vida, esperança e até mesmo vida para uma vida que até então vive morna? (Ufa) É de se notar, aliás, é só você passar um dia na internet e irá ver isso em pequenos textos, frases mal planejadas. Todos querem e procuram por algo ou alguém que torne sua vida intensa, seja lá o que for.

Pexels Photo

Mas ao mesmo tempo as pessoas são estranhas… é claro que são. Eu admiro e as desprezo pelo mesmo motivo: serem diferentes umas das outras. Porque ao mesmo tempo que algumas pessoas procuram pela intensidade de outras, outras procuram tornar a vida de outras intensas — por curtos ou longos períodos de tempo — , mas por mais que você ache que se encaixe, isso não dá certo, porque para elas tudo é confuso, tudo é muito forte… assusta! Por que assusta?

Por que as pessoas insistem em serem tão rasas, sendo absolutamente contra seus desejos? Não interessa o quanto algo com alguém dure ou simplesmente algo dure, enquanto estiver sendo, que seja intenso e ótimo — bom também serve. Pois, a partir do momento que não for mais, tudo perde o sentido, a rotina vem, a graça some, tchau e bênção.

Aproveita meus jovens, pessoas e momentos vão embora muito, muito rápido. É como um estalar de dedos, quando você se dá conta, sumiu.

Aliás, você já ouviu falar da sociedade não-secreta das pessoas que se importam secretamente? Não? Clique aqui e conheça.

Spoiler alert: não seja uma delas!

Custa zero reais demonstrar interesse e ser transparente com as pessoas.