UM AMOR PLATÔNICO

Eu me enganei. Me precipitei com os fatos, me doei totalmente. Decidi que iria algum dia ser dele, eu poderia e queria ser, mas ele bloqueou todas as passagens que eu tinha para seus sentimentos. Eu não pude, infelizmente.

Foi tudo muito rápido e não entendi como pôde brotar um sentimento forte dentro de mim (só em mim) sem pelo menos ter tocado sua face. Durante um tempo eu só pensava nele. Aprendi coisas, ele me mostrou mesmo de longe. Em meus sonhos a nossa vida era totalmente repleta de felicidade e companheirismo um com o outro, eu fazia ele se sentir o cara perfeito. Enfim, eu me enganei, era apenas mais um sonho. Na vida real, ele não mostrava querer nada comigo e isso bastava para eu me sentir desinteressante e bater aquela crise existencial.

Eu procurei manter contato mesmo sendo da forma mais vulgar (pra uma garota não é nada bonitinho) mas cada vez eu percebia o seu desinteresse em relação à mim. Eu corria riscos, sabia que estava me afundando mais ainda. Ficava impressionada com a tremenda personalidade do tal, e aquilo tomava conta de mim. Ele era lindo e seu sorriso mais ainda. Fiquei totalmente dependente dele, me fazia bem mesmo nos meus piores dias, aquilo era tudo pra mim! Mostrava a ele de toda forma o quanto era exclusivo.

Á princípio, logo de cara, eu deixei escapulir uma noite que poderia ser lembrada a vida inteira. Fiquei tranquila porque sei que Deus não coloca as pessoas na sua vida por acaso, principalmente quando aparece uma que chama sua atenção mesmo nos detalhes. E eu me pergunto: quando chegará a minha ou a nossa vez?

Eu não devia ter mostrado a ele que tinha despertado um sentimento, isso faria ele se afastar ainda mais de mim, mas eu demostrei e como previsto, ele se afastou. Percebi que aquilo tudo, aquele sonho, tinha acabado pra mim, afinal só foi uma ilusão boba minha. Ir deitar e saber que teria mais uma madrugada de bom sono e quando acordasse, ele não estaria ao meu lado, era torturante! Talvez ele veio só pra me ensinar umas coisinhas, ele nem percebeu. Espero um dia encontrá-lo novamente e finalmente viver um terço dos inúmeros sonhos que tive, seria o bastante pra mim, afinal eu só quis ser dele.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.