SOBRE LER E AMAR

Ultimamente tenho lido muito os textos das pessoas que admiro, e com isso relembro como eu era inocente e me achava uma leitora assídua. Depois que conheci um certo cara , e ele me apresentou Noites Brancas do Dostóievski, me falou de literatura e Machado de Assis , eu comecei a perceber o quão era leiga no assunto. Depois conheci outro cara que me apresentou a Filosofia, e “ só sei, que nada sei.” É deslumbrante se ver crescer e amadurecer por meio de outras pessoas . Estas que já foram embora , e que por motivos maiores, nunca mais poderei ver. Eu só quero saber de ler , de aprender e de literatura. Os meus livros susceptíveis , hoje só me trazem lembranças de uma velha inocência. Antes, dizer amar ler , até parecia ser supérfluo , agora , dizer amar ler, faz parte , é essência do ser.