Sobre o Golpe

Bem, como vi no Roda Viva há uns dias atrás, o que se concretizou ontem foi uma amostra de que o povo não é maduro para encarar suas próprias escolhas… Afinal, isso que é democracia! A maioria vota em seus representantes e espera todo o mandato pra avaliar sua qualidade… O Impeachment é reservado pra casos extremos tipo, falta d’água em casas de todo um estado por mais de um ano por má administração, roubo de merenda de escolas públicas, fechamento de escolas e violência extrema contra estudantes dessas escolas que apenas queriam debater sobre o destino de suas “casas do saber” (diga-se de passagem, esses alunos cuidaram muito melhor das escolas do que a diretoria/administração etc)… Isso que só toquei em pontos estaduais… Do meu estado…

Mas também, né, nem deram tempo pra ver no que daria o governo da Dilma… Ela nem conseguiu governar, pois passou mais da metade de seu segundo mandato tendo que encarar as atitudes canalhas e de má fé de Temer, Cunha e a patota do PMDB…

Sério, a mulher nem foi de fato acusada pelas pedaladas; ela vai poder concorrer em 2018 se ela quiser… E não adianta vir gentes querendo tirar esse direito dela, ela passou pelo processo de julgamento e não foi incriminada; engulam que a manobra de destituição de poder dela, foi infantil e imaturo; vil, covarde e desrespeitoso com a maioria dos eleitores brasileiros! Foi GOLPE simplesmente por isso… Ah, mas você é contra o processo de cassação de corruptos? Não, sou à favor! O que sou contra é eleição de bodes expiatórios… Porque foi isso ao que a Dilma foi resumida… O crime dela? Foi ser mulher, foi ser enrolada com as palavras, foi não ter roubado e, sim, acobertado o roubo dos outros. Tiramos uma pessoa que foi inocente, de fato, por outras tantas que, essas sim, roubaram tudo que puderam e, hoje, roubaram algo que toda uma geração lutou com unhas e dentes pra conseguir, a nossa Democracia… A ditadura da Maioria (nunca pensei que parafrasearia Platão…)! Temos, agora, uma Ditadura da Minoria, olha só! Bem vindo 1964, sua repressão é intelectual e não física! Você tem ao seu lado uma massa gigantesca de seres incapazes de lógica! Segue o texto…

O governo não é brinquedo, muito menos seu pra que você decida, sozinho, quem vai brincar e ainda faz ataque de pelanca quando não fazem o que você quer…

Me a parece muito coerente, apesar de tudo, que tenha sido a elite quem tenha articulado tudo isso; eles não estão acostumados a perder, a não ter, a sentir falta. No primeiro respingo de água na bunda, entram em pânico e choram. Têm por convicção que sua vontade tem de ser feita. Agora, entristece-me ver o apoio ao circo vindo das classes baixas, que subiram graças à política de Lula (lá atrás) que guinou a economia… Uma hora ia dar bosta… E deu, né? A Dilma só pegou o escritório cheio de merda espalhada por um ventilador industrial e não soube muito o que fazer com aquilo…

Ah! Um ponto importante… Vc estar descontente com o governo, é normal… Por melhor que ele seja… Agora, não tome partido dos detentores do capital! (Nossa, é agora que vão me pintar de vermelho?) O teu patrão não está do seu lado, por mais gente fina que ele seja, se ele estivesse, ele não teria que ser obrigado a ter dar um salário mínimo… Oi? É! Ele te daria um salário muito mais generoso se ele estivesse aqui pra te ajudar… Ele não está! “Ah, mas um trabalhador custa mais de 150% a mais pro empregador!” Sim! Afinal nós temos direitos trabalhistas e tudo que os é exigido é para garantia de algum pote de qualquer coisa no final da nossa vida… Porque, se depender da gente ou dos business men, não teríamos dinheiro nem pra comer um pão por dia na velhice… Quem é que sabe algo de economia financeira? Quem realmente investe num investimento a longo prazo? Pouquíssima gente! A maioria nem sabe que a poupança não é a única forma de juntar dinheiro… Aliás, hoje em dia ela é a única forma de não se juntar dinheiro…

Por exemplo, saca os EUA? Aquele país enorme que perdeu o nariz no umbigo e tá lá até hoje? Então, a classe trabalhadora não tem mais que 10 dias de férias, POR ANO ( e isso costuma ser por volta do Natal e Ano Novo, mas não é regra); a classe proletariada (mais bonito assim) não tem direito a nada, caso seja mandada em bora (isso mesmo, sem rescisãode contrato, sem FGTS, sem Seguro Desemprego, nada…); é dificílimo ter um emprego que te pague um convênio médico (alías, lá não tem saúde pública, viu? O Tio Obama implantou um recentemente, Obama Care, e deu o maior bafafá… Ainda está dando), Não tem aposentadoria dada pelo governo (se você não juntou dinheiro a vida toda, se fodeu!)… Que mais?… “Ah, mas o salário mínimo deles é maior que o nosso!”… Lógico, se o seu patrão não tivesse que gastar dois salários pra pagar um funcionário, ele poderia te dar 25% a mais… Mas não se engane, ele nunca te pagaria os 200%…

Enfim, já me alonguei de mais, o sol já nasceu, eu não dormi e meu textão aqui não vai mudar muita coisa, infelizmente…

Eu só queria que tudo isso, que é límpido pra mim, fosse pra muita gente… No começo eu só era contra o impeachment por saber que: melhor a Dilma lá, do que vampiros loucos pra sugar todos os direitos que foram adquiridos através de muita luta. Hoje sou contra porque fere a história de quase 90 anos de Brasil… Uma luta que começou em 30 com os trabalhadores e terminou em 84 com as diretas já… De lá pra cá fomos praticando algo, até então, inédito em terras tupiniquins e, hoje, não sei se estamos sabendo lidar com toda essa liberdade… Espero que aprendamos, porque ela pode ir embora e demorar muito mais pra voltar…

Por fim, pra aqueles que pensam que eu penso assim por não estar na pior com “toda essa crise”; eu estou sim… Eu e meu marido estamos quase falidos, eu não arrumo emprego desde Abril. Temos uma filha de um ano e meio (daqui a 3 dias!!!) e é a minha sogra com o meu parceiro de vida que estão bancando as contas… Mas é por eu ter uma filha, uma língua afiadíssima, um temperamento curto e enérgico e um senso de liberdade irremediável que eu temo pelo que vem por aí…Eu passo fome, caso necessário (não tá muito longe, na real), mas não cedo à força de pessoas que não sabem o que é ter menos do mínimo pra sobreviver mês a mês e ainda me olha na cara e diz: Não pense em crise trabalhe!