Buzzwords ou jargões: você deve conhecê-los, mas não precisa usá-los o tempo todo

“Um novo conceito de negócio altamente rentável e escalável”. Inovação, data driven, meritocracia, disruptivo, pensar fora da caixa, growth hacking, pivotar, performar, empreendo desde sempre, startar, results driven. Vamos começar logo esse job, porque o briefing estava pedindo storytelling e precisamos quebrar alguns paradigmas por aqui. SOCORRO!

Se você não entendeu muita coisa do parágrafo anterior, você já entendeu o objetivo desse texto: as palavras perderam seus significados e deixaram de explicar coisas e situações. Buzzwords ou jargões são palavras ou frases que se tornaram tão populares, que acabaram perdendo seu sentido real e passaram a ser usadas somente para impressionar.

É possível fazer uma lista imensa de buzzwords e de pessoas que são jargões personificados. O mundo corporativo, especialmente o universo do empreendedorismo, está repleto de palavras e promessas vazias de significado. Sabe aquele pessoal que nunca empreendeu de verdade, mas está no palco querendo ensinar milhares de pessoas a empreenderem? Pois é!

O que penso sobre esses jargões

Sobre essas buzzwords, eu tenho uma opinião bem firme: você deve sim conhecê-las, mas você não precisa usá-las o tempo todo em todas as suas conversas. Os profissionais da área que escutam essas palavras sabem que você está sendo mais fake que nota de 3 reais e sua imagem só tende a ser manchada no meio sério de trabalho.

Use os jargões da sua área só quando for realmente necessário, impressionar as pessoas erradas não gera muito benefício para você.

Por que pessoas-buzzwords prejudicam o mercado

Pessoas-buzzwords são as que eu citei anteriormente: gente sem experiência e vivência prática querendo ensinar pessoas a construírem negócios, produtos ou serviços. Em resumo: alguém montado para impressionar. Com certeza você pensou em alguns nomes por aí! Não os citarei aqui, o foco desse ponto é por que eles prejudicam o mercado.

Pois bem, quando se tem alguém sem conhecimento profundo e experiência real ensinando outras pessoas a reproduzirem esse comportamento, o mercado perde, empobrece e toma rumos errados. Desvalorização de profissionais e métodos sérios, credibilidade da área posta em questão, clientes insatisfeitos porque não é possível alcançar o que esses “gurus” prometem.

Bem triste, não é? Pois é!

O único benefício dos jargões: a zoeira

Ainda bem que, como bons brasileiros, conseguimos fazer graça de tudo. E a verdade é que os jargões nos rendem uma zoeira maravilhosa, como é o caso da Copa do Mundo de Buzzwords promovida pelo Brainscast. Você pode ouvir essa pérola clicando aqui e também se divertir com os comentário ainda mais polidos e perolados aqui.

No mais, pessoal, a recomendação é sempre clara: bom senso! Me conta nos comentários o que você acha disso tudo 😉

Um abraço!

Like what you read? Give Karoline Torres a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.