Camadas e não cascatas

Flexibilidade e progressão assertiva

Todo o trabalho que precisa ser feito em um projeto de grande porte precisa ser definido para todos verem, essa é uma das ideias do planejamento em cascata. Mas quando esses planos detalhados se deparam com a realidade, eles viram ruínas. Porque todo projeto envolve a descoberta de problemas e surtos de inspiração e isso, provavelmente não estará no radar.

Quase sempre planejamentos rígidos não atuam com possibilidade de mudança ou descoberta e inovação.

O fato é que: Qualquer tentativa de restringir o empreendimento humano de qualquer natureza a diagramas coloridos está fadada ao fracasso.

Não é dessa maneira que as pessoas trabalham e não é dessa forma que os projetos avançam. Não é como as ideias florescem ou como as coisas excepcionais são feitas.

Provavelmente os projetos irão atrasar, estourar o orçamento ou acabam não dando certo, principalmente nesses casos que envolvem equipes criativas trabalhando em algo novo.

Na maioria das vezes, a gerencia não toma conhecimento do caminho em direção ao fracasso, até que milhões de dólares e milhares de horas tenham sido investidos.

É interessante pensar que a cultura corporativa costuma dar mais valor a formulários, procedimentos e reuniões do que à criação de valor palpável, e no fim disso tudo, provavelmente as coisas sairão do controle.

A propósito aqui é focar no produto e não na burocracia. Um dos caminhos é agir em pequenas etapas em direção ao produto ideal.

Trabalhar em um produto em ciclos curtos ao invés de atacar o todo a todo momento, possibilita basicamente em: Fracasso rápido.

O termo fracasso soa um pouco negativo, mas pensando na ótica de projeto, quanto mais cedo você errar, mais rápido irá aprender e poderá corrigir o problema o quanto antes. Pequenos steps possibilita captação de feedback (tanto de seus usuários quanto de stakeholders), permitindo que você elimine tudo aquilo que obviamente constitui um desperdício de esforço e foque apenas no que gera valor real para seu produto.

-Jeff Sutherland