Uma cidade Dinamarquesa no meio da California

Passar um final de semana fora de casa é sempre muito bem vindo. E quando além de ser fora de casa, é uma cidade que te faz pensar que você está em outro país? Esse foi nosso final de semana em Solvang, uma cidade com estilo dinamarquês, porém na California.

Rota

McWay Falls

Claro que para chegar a Solvang pegamos a estrada mais demorada, sempre procuramos um propósito para passar pela rodovia mais linda da California, a Big Sur, ela faz uma parte da costa da California, o cenário é deslumbrante. O dia estava sem sol e com muita neblina, eu achei tudo lindo do mesmo jeito, por causa da neblina você não consegue ver muita coisa, senti um pouco de dó das pessoas que estavam visitando essa rodovia pela primeira vez.

Pigeon Point Lighthouse

Pigeon Point Lighthouse

Shark Fin Cove

A cidade

Solvang é conhecida por sua arquitetura dinamarquesa e várias vinículas. Todos os lados que você olha te levam para outro país, é uma delicia passear pelas ruas e prestar atenção em cada detalhe que as construções possuem.

A cidade não é muito grande, fica fácil cobrir boa parte dela a pé. Essa é umas das partes legais, poder olhar tudo com calma, entrar nos comércios, olhar as vitrines, réplicas de estátuas e prédios que tem em Copenhague, como a Round Tower. Tudo que ressalta o estilo dinamarquês em que a cidade foi contruída.

Muitos corredores cheios de comércio

Brasil sempre presente

Round Tower

Round Tower

Museu

Para saber mais sobre a história da cidade, tem um museu chamado Elverhøj. Os visitantes aprendem um pouco mais sobre essa cultura através de fotos, artefatos e vídeos. É um lugar impressionante, eu estava nesse espaço das fotos abaixo, é uma cozinha cheia de detalhes e uma mulher que trabalha no museu me disse que tudo tinha sido feito a mão, o detalhe da pintura, o desenho da madeira e até para fazer o encaixe dos ármarios não foi usado prego, tudo madeira para ser fiél a como tudo era construído originalmente.

Os artefatos te levam para uma outra era. A entrada é grátis, dentro do museu tem uma caixa onde aceitam doações.

Outro museu que vale a visita, principalmente para os amantes de motos, é o Solvang Vintage Motorcycle, com mais de 95 motos raras, clássicas e antigas. Entre elas encontram-se fabricação americana, européia e japonesa. A entrada é de 10$ e crianças com menos de 10 anos não pagam e precisam estar acompanhadas por um responsável. Infelizmente não tenho fotos, era feriado de páscoa e o museu estava fechado, só pude dar uma olhada pela vitrine.

Onde comer

Horário mais feliz na vida de um gordinho. Chegamos na cidade já era no entardecer, depois de dar entrada no hotel passeamos um pouco pela redondeza e logo procuramos um restaurante para começar nossa educação gastronomica da culinária local.

Para o jantar escolhemos o Succulent Cafe, comida mais estilo americana, muito boa e o ambiente bastante agradável.

2+2 = 2 Cheeses, 2 Meats

Three Little Pigs

Grilled Duck Breast

Café da manha, escolhemos uma panificadora famosa por sua culinária dinamarquesa, Olsen’s Danish Village Bakery.

Olsen’s Danish Village Bakery

Compramos alguns doces de especialidade dinamarquesa para experimentar, mas esqueci de tirar fotos, eram bem parecido com essa foto reprodução a baixo. Maravilhosos.

Croissant com presunto e queijo

Wienerbrod Danish Pastries — Foto: Pinterest

Almoçamos no Red Viking, onde encontramos um menu com mais especialidades da culinária dinamarquesa, eles servem Buffet e também à la carte.

Red Viking Restaurant

Combination Sausage & Meatball — Red Cabbage, Mashed Potatoes and Gravy

E para sobremesa escolhemos um doce que parece ser bem típico, o Æbleskiver, achei a massa uma mistura de bolinho de chuva com panqueca americana. E já aproveitamos que era páscoa e compramos alguns chocolates do outro lado da rua.

Æbleskivers

Loja de doces e chocolates

Hospedagem

Para hotel eu recomendo muito o The Landsby, todo lado que você olha tem um detalhe encantador, todo decorado no estilo escandinavo. Eu me apaixonei!

Um pouquinho mais de Solvang

Eu amei passar o final de semana nessa cidade, na minha opinião não precisa mais que isso para aproveitar bem, é uma cidade muito acolhedora e você passa o tempo todo falando: “Olha lá!” — “Olha aquilo!” — “Olha isso!” Porque todo lado tem algo que chama a atenção.

Todas as fotos foram feitas com Iphone X, eu estava testando a Pentax K1000, que é uma câmera de filme e acabou que não fiz tantas fotos com ela, porém logo farei um post sobre como é voltar aos velhos tempos e usar uma câmera analógica numa era tão digital.