Me…

Me leva de volta pra lá
Eu não sou daqui, 
Eu sou do mar

Me trás de volta como eu sou,
Não deixe que eu diga 
“eu já vou”

Me pega pela mão
Me faz viajar
Fazendo meus olhos brilhar

Me joga no céu infinito
Quero ver tudo
E todo seu colorido

Me cobre quando estiver frio
Ou tira a roupa 
E mergulha comigo no rio

Me força a comer legumes
Mas me ame comendo doces 
Com olhos cintilantes de vagalumes

Me passa sem ferro, sem fogo
A vida passa 
E passa tão logo

Não me diz, 
Mas me faz escutar
O som das palavras no olhar

Me ensina e aprende comigo
E se errarmos, 
Não ficamos de castigo

Me aperta contra o seu peito 
Me diz que só está cansado
Mas por favor, 
Não fique calado

Me embala no seu balanço
Meu coração só pede descanso

Me escreve se a distancia for longa
Para a vida ter graça
E o amor não ser mironga

Me entenda se eu expressar
Leia mesmo se eu não escrever
Ou se a carta nunca chegar

Me anima pra viver a vida
Sorrir cicatriza a ferida

Me cuida como se fosse tua
Pensando em mim andando na rua

Me chama do nome que eu gosto
Eu vou sorrir, 
Eu aposto!

Me deixa rir do que quero
Não me faça chorar, 
Assim espero

Me rouba um sorriso sincero
Vale mais que um diamante, 
é sério!

Me aceita do jeito que eu sou
Um dia 
Você já gostou

Me escolhe pra jogar com você
Mas não me escolhe pra te perder

Show your support

Clapping shows how much you appreciated KeL do Nascimento’s story.