45- O fim do fim

Quando você partiu 
quebrando todos os nossos sonhos
atraz de uma incerteza
que despedaçou nossos planos;
nada nunca mais seria o mesmo
e você sabe disso.
E eu te odiei por isso.

E enquanto você seguia seu novo caminho
quem se encontrava sozinha era eu
e depois quando você chorou sozinho
percebendo que se arrependeu
bebeu do gosto do meu desespero
se dando conta de tudo o que perdeu

E ouvindo as musicas bobas
relembrando os poemas teus
juras e mais juras
de um amor que no fim nunca foi meu
jogando fora minhas rimas
a quem nunca mereceu

escondendo a angústia na trava
da voz 
embargada ao telefone
lembrando do tempo passado
à sós
pedindo pra que eu não defame
ocultando tua covardia
lembrando da renúncia 
tardia
quem ama não abandona 
e você sabe disso.
E eu te odiei por isso.

Eu dei o tiro de misericórdia,
não porquê você mereceu
mas porquê eu sabia que deveria ir embora
e você sabe disso.
E eu me odeio por isso.

Like what you read? Give Keli de Paula a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.