87- Nada de bom acontece depois das 2h da manhã….

-Oi, pega uma Antártica e dois copos pra nós.

-Cara, ainda tô de ressaca de ontem.

-Calma beiçuda, a gente sara assim, bebendo mais um cadim hoje, pra arrematar as de ontem.

-Lembra do meu recorde de setenta e três dias sem vomitar?

-Sei.

Pode zerar o contador.

Eles brindam com os copos e na garrafa.

-Sério?

-Sim.

-Fraca.

-A gente extrapolou ontem.

-Nem me fale, perdi a conta depois das 2h.

-Nada de bom acontece depois das 2h da manhã!

-Nada de bom acontece depois das 2h da manhã!

-Sábias palavras do Ted Mosby.

-Diz a menina que beijou o tequileiro da festa.

-Cara, eu não beijei o tequileiro.

Para beiçuda, claro que beijou, eu vi. Todo mundo viu.

Ela olha as mensagens do whats app e depois bloqueia o telefone de novo.

-Beijei não.

-Beijou sim. No meio do rolê ainda.

-O tequileiro?

-Um loirinho do cabelo enrolado.

-Eu não, foi você que beijou ele. Eu lembro de você beijando um loiro.

Passam três pessoas por eles na mesa do bar e a bolsa marrom da mulher esbarra nas costas dela. Eles enchem novamente os copos.

-Eu?

-É. Um menino do cabelo enroladinho, dos olhos claros.

-Não, mas ele não era o tequileiro, era um moço na festa, eu lembro dele. Acho que chama Matheus.

-Pera aí, Matheus?

-É!

-Cara, a gente beijou a mesma pessoa!

Ela estica os olhos na tela da TV pendurada na parede à esquerda, o jogo já estava 2 a 0.

-Jura?

-Ele mordeu seu beiço também?

-Mano, pior que mordeu.

-Então era ele mesmo, porquê eu também lembro dele falar que se chamava Matheus, e seu beiço também ta inchadinho. Ele pediu meu telefone

-Haha, pediu o meu também.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.