entre tudo que eu gosto
teu gosto
se perdendo por entre as minhas arestas.
Perdidos.
Até onde o orgulho me levou.
No solo onde tua coragem não quis pisar
Eu aqui
Você aí
e o destino a me sacanear.
Com todo escarnio estampado
por todas essas contradições da vida
Um céu cinza.
Uma estrela que caiu do céu
por não mais querer brilhar.

Se a gente fosse mais…

Eu preciso parar de pensar.
Não pensar pra não sentir
Não sentir pra esquecer
Esquecer pra não sangrar.

Se a gente fosse mais….

É como se eu já tivesse vivido uma vida inteira
e de repente me vi
novamente
no começo.
Tão sozinha quanto cheguei,
eu fui embora.
Talvez mais perdida do que nunca.
Talvez por sempre
ter levado isso tão a serio
aprizionando a razão num canto
enquanto você fazia misterio.

Se a gente fosse mais….

Se eu tivesse sido capaz,
do não.
Se você não tivesse sido tão fácil
de completar o meu refrão.
Se eu não tivsse lutado tanto
em vão.

Se a gente fosse mais…

Não mais.
Eu vi você por dentro
Numa noite em que eu só queria adormecer
E aos berros você arrancou
tudo de bom que havia em nós.
Se ao menos tivesse sobrado
um simples
pôr do sol.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.