Vladimir Gusev / 1957
Kelly Silva Prado
Apr 4 · 1 min read

Em meio a dor que me consumia, após dias de silêncio

Eu forcei meu coração a me entregar respostas…

Do que eu sentia tanta falta?

E foi quando eu pude observar que

Eu sinto uma infinita saudade de você

Mas a sensação que mais me dói

É perceber que eu sinto uma falta enorme

Da pessoa que eu me torno quando estou perto de você

A alegria sem limites que me envolve

A liberdade absoluta de brincar com você

Te provocar, pirraçar, ser criança até te fazer rir.

Ser uma criança boba do seu lado.

Ver seu sorriso e sentir meu corpo se encher de alegria

Sentir que mundo está perfeito e que nada mais me falta

Ao ver você sendo um menino bobo comigo, pra me fazer rir.

A pessoa que eu me torno quando estou do seu lado é o melhor de mim.

Agora eu sofro por que ainda não sei trazer essa pessoa pra fora de mim

Quando você não está.

Mas eu preciso aprender.

Não quero e não posso morrer de saudades de mim mesma.

Da melhor parte de mim, que você acordou.

Kelly Silva Prado

Written by

Historiadora, Aspirante a escritora, sonhadora, quase curandeira, seguindo o Caminho Vermelho do Xamanismo. Mãe, mulher, menina e anciã.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade