Ser professor é…

Ter consciência de sua limitação enquanto ser humano que também falha, porém é não deixar-se acomodar, é buscar melhorar a cada dia, não para ser melhor que o outro mas para oferecer sempre o seu melhor, é estar sob constante julgamento porque tudo o que se faz nem sempre será o suficiente, é necessário então a humildade do reconhecimento de que ser professor é ser antes de mais nada um aluno que almeja incessantemente o aprender…

Ser professor é não corromper-se, é portanto resistir, resistir a um sistema que aprisiona, que manipula, que trabalha para a manutenção do status quo, resistir às verdades absolutas impostas, é estar diariamente em reflexão crítica não apenas sobre este tal sistema, mas primeiramente sobre sua própria atuação, é analisar a si mesmo e tomar consciência do que precisa ser transformado, é estar sob uma linha tênue que pode arrebentar a qualquer momento, é então equilíbrio, é ser um espelho mesmo quando não se está nos seus melhores dias, é saber ceder quando perceber que não vai dar conta, é saber pedir ajuda, é ter humildade o suficiente para tudo isso…

É reconhecer-se hipócrita, como assim? Sim é exatamente isso, porque só a partir de tal reconhecimento é que torna-se possível uma real aproximação do que se diz e do que se faz… Já dizia Paulo Freire: ‘’ A teoria sem a prática vira ‘verbalismo’, assim como a prática sem teoria, vira ativismo. No entanto, quando se une a prática com a teoria tem-se a práxis, a ação criadora e modificadora da realidade.’’

E mais uma vez em condição de eterno aluno ser professor é estar aberto a novas ideias, a novas metodologias, a novos aprendizados, a novas formas de pensar, é aprender a aprender, para só então ensinar…

Feliz dia dos professores, força, humildade e sabedoria para que possamos realizar com êxito nossa atuação!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Kelly Souza Barros’s story.