Esú

Foto de Fernando Gomes retirada de: https://www.vice.com/pt_br/article/bjj4va/baco-exu-do-blues-esu-entrevista

Tudo começou quando eu ouvi sulicídio e outros trampos de baco e fiquei pensando: kanye kanye kanye kanye. 
Excentrico, brincalhão, polêmico, essas coisas que quem conhece bem o Kanye sabe. 
Já fiz uma entrevista com Baco e foi o suficiente pra saber que ele é humano, assim como esú, assim como Diogo Moncorvo.

Passei um tempo sem acompanhá-lo porque eu tava meio na vibe trap americano, e Baco talvez numa vibe emocionada pós sulicídio. O que eu sei é que ele abriu uma porta, 300 cabeças acharam que ele tinha que segurar a porta sozinho, surgiram desafetos, parcerias, e aí Baco foi ficando cada vez mais introspectivo, e nisso toda essa emoção foi colocada em Esú, que incrivelmente me fez cair da cadeira já na primeira música.

Depois de uau, eu pensei: Exú ta feliz.

A fotografia do álbum praticamente salta da tela do notebook, te faz entrar numa história, uma história de gente preta. Baco nesse album, retrata algumas fases, faixa por faixa, e assim como exu, expõe seu lado humano que é diferente do seu lado artista. A igreja inventou que exu é o diabo, porque ele é um dos únicos orixás que fala qualquer língua e sabe todos os teus segredos. 
Chega uma hora onde tudo se mistura e você está tão entretido na história que não sabe mais quem é baco, quem é diogo, quem é exu do blues, mas vamos mechendo o ombrinho e falando: que som louco!!

Como parte dessa enorme força que se chama camdomblé, digo que Baco fez um excelente trabalho ao ir atrás de recuperar suas raízes. Sim! Você preto tem pézinho no camdomblé, sinto te dizer ❤ 
Cheio de beats, laroyês, períodos conturbados, e períodos de ascensão emocional, ESÚ segue com os caminhos abertos e os meus/nossos ouvidos vidrados.

Gostou do texto? Deixa eu saber e clica nas palminhas aqui em baixo! Mais legal ainda, vai ser se você comentar clicando no balãozinho e dizendo o que achou.
Quer falar comigo? Manda aquele email pra nois: keniamattos.foto@outlook.com
Quer me acompanhar? https://www.facebook.com/kenia.mattos
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Kenia Mattos’s story.