Campos do Jordão — Diário de Uma Viagem

Nosso Destino era mais um dentre outros lugares maravilhosos que já visitamos, um lugar maravilhoso onde faz com que os casais se apaixonem novamente, fortalecendo ainda mais qualquer união. Você encontra Paz em meio as curvas das montanhas, diversos tipos de árvores que enfeitam as ruas e em especial a Árvore chamada Araucária, além de se deslumbrar com as mansões e casas que lembram bairros da Suíça, o clima frio embeleza ainda mais esse lugar chegando a 0º graus em suas noites mais geladas em tempo de inverno.

E não posso deixar de citar imensidão do amor de DEUS na qual Ele nos presenteia com suas paisagens em meios as montanhas, a cada mirante visitado um sopro de pura Paz e Alegria

Mirante Sem Nome: Resolvemos nomear como MIRANTE CÉU DO AMOR
Estrada em Meio a Campos, Detalhe: ArvoreAraucária
Vila Capivari. Noite Gelada

1º Dia

Sexta-Feira chegou e eu não via a hora de estar pegando a estrada com o Bruno, viagem sempre é bom pra mente, pra vida!

Campos do Jordão está pertinho de nós, com apenas duas horinhas de viagem nós já estávamos lá, ficamos em uma pousada chamada Alpenhaus, quarto simples, porém muito aconchegante, com aquecedor e uma cama deliciosa. Conhecemos o Alan que nos recepcionou muito bem e se mostrou bem prestativo. Chegamos cedo e então logo saímos para um jantar legal, estávamos em busca de Fondue, em meio a indicações fomos em um Restaurante chamado SÓ QUEIJO, apesar do nome, lá não tinha só queijos não rsrs, era um restaurante super lindo, com um ar rústico e sofisticado, ao mesmo tempo que entravamos vimos no meio do restaurante uma lareira linda, em volta um sofá acolchoado que formava uma meia lua com algumas mesinhas, logo, ficamos encantados e o melhor tinha um lugar que parecia estar escrito nossos nomes rs… Sim, foi bem caro, mas cada momento valeu a pena, a comida, o atendimento e a companhia um do outro.

Depois passeamos um pouco pelo centro da Vila Capivari, o local que mais “bomba”, com suas lojinhas, restaurantes, chocolaterias e bares. Muito Lindo de ser ver! Fiquei impressionada com os 0º que marcava no termômetro que fica bem no centro das ruas, onde a pessoas gostam de tirar fotos, ainda bem q fui preparada.

2º Dia

Acordamos cedo tomamos um café delicioso da pousada, decidimos reforçar no café, pois depois do jantar do dia anterior queríamos economizar ao máximo kkk.

Pegamos a estrada e claro tínhamos chegado tarde na noite anterior, então não vimos nada das paisagens, foi ai que começamos a ficar impressionados com a vista, a pousada ficava um pouco distante dos lugares, então andamos muito por Campos, pegamos a parte mais simples na Vila Abernéssia um centrinho digamos das pessoas mais simples e a parte Alto do Capivari, onde ficam as mansões e pousadas de 3 a 5 estrelas. No caminho tinha um lago super bonito onde as pessoas praticam tirolesa, paramos para apreciar, tirar algumas fotos e logo a frente um mirante com uma vista sensacional, e claro mais fotos!

PICO DO ITAPEVA

Esse lugar é considerado o pico mais alto de Campos com mais de 2000 metros de altitude e pode-se avistar 15 cidades, não podia deixar de estar no nosso roteiro, esse pico fica em Pindamonhangaba, cidade vizinha de Campos. Para nós que amamos a natureza. ”Cara” que coisa linda, nos rendeu várias fotos maravilhosas. O lugar estava repleto de turistas e um carinha que vendia “Cocada de coco” rsrs. No caminho para nosso segundo passeio, paramos na Ducha de Prata, tinha algumas lojinhas e uma cachoeirinha um pouco artificial, mas foi bacana por estar no meio do caminho.

MORRO DO ELEFANTE

Todo mundo fala desse morro, onde tem o teleférico que você pode subir a montanha toda. Como eu odeio esse tipo de coisa acabei estragando a vibe do Bruno e acabamos subindo de carro mesmo. A vista é bem bonita, tinham vários comerciantes e uns índios alugando cocares lindos, no entanto eu achei que eles poderiam cuidar melhor do lugar, pois é um lugar bastante frequentado. Foi ótimo ficar um tempinho por lá, admirando a vista da cidade e das casinhas.

Estávamos bem animados, como sempre com as melhores músicas tocando na rádio, sem preocupações, sem agitação, só queríamos curtir, curtir e curtir. No meio da estrada tinha diversas placas indicando vários pontos turísticos, nos deparamos com uma entrada que a placa dizia ser um mirante, decidimos adentrar o caminho, uma estradinha de terra, várias curvas, só natureza e o caminho parecia um pouco distante, parecia que não chegava nunca, deu um pouquinho de adrenalina, pois percebemos que era um lugar que poucas pessoas iam por não ter nada informando sobre, apenas uma sinalização da placa onde dizia que era um mirante. Enfim, chegamos, foi inesquecível, foi uma parada surreal, para começar, uma paisagem bela lá do alto, lindo de se ver, um SILÊNCIO absurdo, eu me senti muito em paz e com a alma leve, me senti perto de Deus, sentei uns minutos e pude conversar mentalmente com Deus agradecendo por tudo aquilo que ele estava me presenteando.

Mirante Céu do Amor

HORTO FLORESTAL

Seguimos nosso roteiro e fomos para o Horto Florestal, um lugar para ir com a família passar um dia inteirinho, pois tem trilhas para cachoeiras, áreas para piqueniques, uma estufa linda. Parecia que tinha todos os tipos de plantas, sem contar o cheiro maravilhoso das flores. Lindo e Gostoso, ficamos algumas horinhas por lá, andamos e tiramos algumas fotos.

Estávamos mortos e com muita fome, paramos em um restaurante chamado “Chef Romário”, almoço carinho, porém a comida estava maravilhosa, com som ao vivo de um artista tocando Sax, COISA LINDA!

NOITE…

Fomos para a pousada, pois estávamos bem cansados, decidimos descansar um pouco para poder curtir a noite. Fomos para a Vila Capivari a parada obrigatória das noites frias, entramos em uma lojinha TOP que eu amei, sonzeira ao fundo rolando Bob Marley, vontade de comprar tudo, vontade de ter uma casa só para poder ter metade das coisas daquela loja, muita arte, várias simbologias, artes roots, religiões, culturas… Adorei, é claro que sai com uma sacolinha de lá rs.

Paramos na cervejaria Baden-Baden outra parada obrigatória, para os amantes de cerveja, eu n curto muito, mas me arrisquei em tomar uma Baden-Baden. Era noite de jogo da seleção brasileira nas Olimpíadas, fomos em outro barzinho apenas para assistir o jogo, pois lá não havia tv, contudo desistimos e terminamos de assistir na pousada, pois já estávamos muito cansados.

Ah! E não podíamos deixar de apreciar o chocolate quente Suíço. Delícia!

Primeira Foto: Lojinha / Segunda Foto: Bar Baden-Baden / Terceira Foto: Chocolate Quente Suíço

3º e ultimo dia

Foi difícil levantar, parecia que a cama estava mais deliciosa do que ela já era, mas não podíamos ficar o dia inteiro ali, infelizmente, pois tínhamos vários outros passeios pela frente. Outro café reforçado e partiu arrumar as malas para fazer o check-out.

PALÁCIO ALTO DA BOA VISTA

Esse palácio ficava bem próximo da pousada, era também uma parada obrigatória se alimentar com um pouco de cultura, o lugar não podia ser fotografado, pois o Governador ainda usa o Palácio com sua família, fomos acompanhados por uma monitora que explicava a cada área do Palácio, nos deparamos com vários quadros maravilhosos, dentre eles da Tarsila do Amaral, eu fiquei encantada com cada pintura de vários artistas, na qual não me lembro de todos os nomes. O palácio tinha mais de 120 cômodos, porém apenas alguns estavam liberados para visitação, haviam muitos quartos para visita. O gabinete do governador era imenso com lareiras e lustres maravilhosos, objetos antigos, sem contar com luminárias lindas que pertenciam a alguma artista famosa não me recordo o nome.

Tudo no palácio era lindo, os pisos eram bem trabalhados com a madeira de jacarandá, a sala de estar e sala de jantar eram imensas, havia uma televisão moderna, pois o governador e família ainda frequentam o local.

Tomamos uma cerveja no deck do Café Palácio, com mais uma bela vista e partimos para mais uma aventura.

Bem Comportados no Jardim do Palácio
Á Esquerda: Entrada do Palácio / Cervejinha no deck do Café Palácio

MUSEU FELÍCIA LEIRNER E AUDITÓRIO

Eu achei esse Lugar Sensacional, um campo cheio de obras da artista plástica, para quem se encanta com arte e com umas paradas meio loucas é um lugar perfeito, pois todo lugar que você olhava se via alguma escultura, umas abstratas, outras representando pessoas e famílias. O que me impressionou foi o gramado cheio de esculturas da artista, você vai subindo até chegar na arte chamada o Horizonte que fica bem no topo onde se tem uma vista sensacional, podendo avistar a famosa Pedra do Baú. Ah! lá tem um auditório imenso, que com certeza acontece vários eventos.

Em meio as Esculturas da Artísta Plástica e uma vista sensacional no topo da montanha onde fica a arte chamada: O Horizonte

FÁBRICA DA CERVEJA BADEN-BADEN

Ficamos tristes, pois não conseguimos entrar na fábrica, haviam muitas pessoas na fila e tinha que fazer reserva um ano antes rs, mas pelo menos conhecemos o local e compramos umas brejas.

JARDIM AMANTIKIR — FLORES QUE FALAM

O que é esse lugar? Em meio as montanhas eles decidiram construir esse lugar imenso, com típicos jardins de todo o mundo, um conjunto de amostras de Jardins Franceses, Ingleses, Alemão, Chinês e Japonês, enfim muitos tipos de flores e plantas. O Amantikir ainda nos presenteia com um mirante FABULOSO, que caraca! Era muito lindo, muito LINDO MESMO. Tinha muita coisa para ver, lagos e pontes bem cuidados e belos, simbolizando mesmo a cultura de outros países.

Não podia deixar de falar do labirinto clássico, eu era acostumada a só ver na televisão, nunca imaginei estar no meio de um, entramos sem nem pensar duas vezes, no começo você acha muito divertido, mas e para achar a saída? hahaha se você não tiver uma mente boa, não entre! Sorte a nossa que tinha um rapaz do lado de fora falando alto com seus filhos, aproveitamos e seguimos a voz dele, o Bruno claro me guiava pois mais um pouco eu já entraria em desespero kkkkk.

Vale a pena a visita, é um pouco caro a entrada, mas como todos já sabem, tem que ir com o bolso preparado.

Entrada do Jardim / Mirante / Labirinto Clássico

RIQUEZA NATURAL…

Campos do Jordão é muito rico e não digo somente a riqueza de bens, mas sim sua riqueza natural que faz de lá um lugar lindo, com diversidade, pessoas elegantes e bem educadas. Um lugar que tem muita coisa para curtir, conhecer e explorar. O Frio, o chocolate quente, as luzes, as pessoas, a arte das casas, os restaurantes embelezam o lugar. Foi uma viagem inesquecível, e sem dúvida a melhor coisa foi ter feito esse Diário de Viagem, pois me fez reviver cada momento com o meu amor!

Campos do Jordão, 12,13 e 14 de Agosto de 2016

Ane e Bruno

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.