Pão e leite

Lá em casa somos três, dois meninos e uma menina. Quando éramos crianças os nossos pais nos mandavam acordar cedo para ir comprar pão e leite. A gente fazia um revezamento, cada dia um acordava mais cedo do que os outros para garantir o café da manhã de toda família. A responsabilidade desse trabalho era uma lei imutável.

Certa manhã de inverno dei uma ideia pra minha mãe.
-Somos três. Se cada filho assumir o trabalho durante 4 meses, logo após esse período cada um também terá oito meses de sono tranquilo e a família terá pão garantido durante um ano.

Contrato de trabalho fechado. Geralmente eu ficava com o período entre maio e agosto. Era mais difícil acordar no inverno, mas ao mesmo tempo a garoa e o silêncio da madrugada tinha uma poesia que a minha cabeça de criança ainda não conseguia entender.

Hoje trinta anos depois, às 5:30 eu já estava de pé. Preciso acordar e me preparar para estar no ponto às seis horas. Chego no trabalho às sete, almoço ao meio dia e às três da tarde volto pra casa.

De novo é inverno, de novo estou acordando cedo para garantir o pão da família, mas hoje eu consigo entender a beleza de ver a manhã acordando. Cada dia é como um ano novo, toda manhã começa calma, silenciosa e cheia de possibilidades, mas o melhor, é que haja o que houver, em algum momento você terá férias.