Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência — Algumas dicas

Como hoje é o “Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência” eu adoraria escrever um super texto etc.
Infelizmente acho que não vou conseguir a tempo, então, para não passar em branco:

  • O termo correto é “Pessoas com deficiência”. Necessidades especiais, deficientes, portadores são termos obsoletos e que diminuem os PcDs. Não usem.
  • A grande maioria das pessoas com deficiência Fisica não possuem nenhuma dificuldade intelectual. Não julgue e nem deduza as capacidades de alguém antes de perguntar.
  • Na maioria das vezes eu não ligo, mas é bem chato alguém perguntando: “O que te aconteceu?” ou “Como você ficou assim?” sem ter o minimo de intimidade com a pessoa. Bom senso galerinha.
  • O Brasil tem 25 milhões de Pessoas com deficiência. Você não acha que com esse número você deveria ver mais PcD na rua? Sabe porque você não vê? Muitos estão presos em casa.. e não por sua deficiência, mas pela sociedade. A maioria das nossas dificuldades foram contruidas tijolo por tijolo pela falta de inclusão, que tal olhar em volta da próxima vez que for ao mercado/estádio/parque/show e ver se o local é acessivel? Que tal cobrar por quem não pode estar lá, porque não consegue sequer chegar?
  • Não adianta nada ter um amigo com deficiência, ficar indignado com vogue, com pouca transmissão da Paralímpiada, com falta de oportunidades no mercado etc etc e marcar o rolê num lugar sem acesso. Inclusão pra inglês ver é o que mais tem.
  • Lembra do texto sobre superação? Vejam esse TED INCRIVEL e tentem entender um pouco mais sobre Capacitismo
  • Como visibilidade e representatividade importam muito, apresento pra vocês três mulheres incriveis: 
    - Rebekah Marine, modelo linda e maravilhosa http://www.rebekahmarine.com/ 
    - Kiersten Kelly, canta demais, https://www.youtube.com/channel/UC3NBUl2bkwyUA6tkreZ7dug 
    - Mariana Torquato, minha nova youtuber preferida ❤
    https://www.youtube.com/channel/UClcatj2SigXMklFrqQtnA-Q
  • Se você conhecem alguma criança com deficiência, pode ser importante pra ela ver isso. Espalhe!

E por fim, é básico, mas infelizmente tenho que dizer isso: Respeitem as vagas reservadas, as filas preferênciais, os direitos e as pessoas.
Não custa nada e ajuda um montão.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated KK Camilla’s story.