Maré Cheia

Tu disse que eram só águas de Março
Eu buscando justificativa
Corro atrás, trocos os pés, perco o passo
Você não enxerga, visão seletiva

Perco o jeito, o ritmo, a dignidade
O tanto que eu já fiz, quem viu, sabe
Mas no fim, honra é o que perto do que a gente quer de verdade?

Seu Pereira tocou “Já Era”
Olhei pro lado, a boca não era tua
Mas a tua vida nunca me espera
Então hoje eu sou da rua

Me iludo, e meto pé
Volto pra casa no carro ouvindo Last Nite
No fim da noite só quero ser mais um Zé
Chegar em casa e tomar meu birinaite

Mas deixa estar,cada um sabe sua cabeça
Uma hora tu vai se dar conta
Essa tal felicidade, talvez tu nem mereça
E então vai se sentir pronta

A maré encheu, tarde demais
O barco já partiu
Tu nem viu
Desancorou do teu cais.