Aqueles olhos

Os nossos olhos se encontrarão, e rapidamente vou pensar: “Eu desvio se ela desviar. Mas não está desviando! Por que ela tá olhando? Se eu sorri ela também sorri?”. É nessa confusão que o seu olhar me deixa. Distraído das outras e só focando no quando seus olhos são lindos. Pequenos quando me dá um sorriso, esses dois olhinhos de jabuticabas vidrados em mim me fazem perder o fôlego. Fico todos os dias a imaginar o que farei primeiro quando nos vermos. Já fiz uma lista de coisas:

  • Correr na sua direção e te abraçar
  • Te abraçar quando chegar até mim (para não dar motivo para desconfiança)
  • Levar um cartaz enorme e fofinho
  • Te encher de beijos
  • Olhar cada detalhe seu

Eu acho que quando chegar o momento eu vou ficar tão confusa com isso que vou fazer tudo ao mesmo tempo. Espero não paralisar. Sinceramente não sei o que tocar primeiro: sua mão, seu cabelo, seu rosto, sua boca, seu pescoço, sua cintura… meus dedos precisam te sentir de novo. Eu aguardo pelo dia em que teu corpo vai virar caminho para minhas falanges. Sinto que no dia que nossos lábios se tocarem novamente, não haverá mais nada no mundo. Tudo vai parar, vamos perder a hora e tudo porque seu beijo é o meu favorito. Não vejo a hora.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.