Fazer terapia fez eu perceber que tenho que me respeitar mais. Levar em conta os meus limites na hora de ajudar as pessoas. Não posso cuidar de uma amiga que está mal se eu também não estiver 100%, certo?
A gente não precisa bancar o superior
Natália Eiras
111

Me vejo muito nesses escritos! Também é algo que só aprendi, recentemente, com terapia: conhecer os seus próprios limites mesmo quando se quer fazer o bem!

Genial teu texto, Natália!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.