E aprender a dançar em tons de saudade, a ouvir música das portas batidas e seguir no embalo, recriando novas personagens, destronando as tristezas, me reerguendo do pó que fica da poeira do já nao mais querer.

Ter paz no caos de uma vida que reverbera para frente e, indubitavelmente, prossegue.

Like what you read? Give Lisa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.