Esporte como inclusão social (Projeto Judô para Todos)

Por Bruno Bollini, Caio Hirai, Guiherme Colucci e Victor Deliso, alunos do 1º JOC

O projeto

O projeto Judô Para Todos é uma iniciativa, sem fins lucrativos, para auxiliar pessoas especiais na sua inclusão social por meio do esporte. Começou recentemente, entre o final de 2013 e o começo de 2014, inicialmente idealizado pelo professor Rogério Reis.

Na sua maioria os participantes são jovens com síndrome de down, mas existem também os participantes que, por vezes, têm deficiências físicas.

No dia 1º de abril, a equipe dos Resenhistas foi para São Bernardo do Campo, no Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, acompanhar mais uma edição da Copa São Paulo Aspirante, Veteranos, Kata e Judô Para Todos.

Essa competição é, juntamente com a tradicionalíssima Copa São Paulo de Judô, a maior interclubes desse esporte na América Latina. O projeto Judô Para Todos conseguiu levar naquele dia cerca de 20 atletas para competir, respeitando suas deficiências.

Entrevista com Wagner Wetorazzi, mestre faixa coral

Wagner articulou sobre a inclusão social proporcionada pelo projeto

Entrevista com Alexandre, coordenador do projeto

O Sensei teceu comentários sobre como o judô faz com que seus praticantes sejam iguais e ajude na inclusão dos praticantes na sociedade. Além disso, ele comentou como o projeto vem crescendo

Entrevista com Alberto Nunes, assessor do presidente da Federação Paulista de Judô

Ele falou um pouco dos objetivos, tempo de existência e incentivos do projeto.

Entrevista com José Jantália, vice-presidente da Federação Paulista de Judô

Falou sobre como a federação ajuda a integração e a participação dos atletas nas competições

Entrevista com Alessandro Puglia, presidente da Federação Paulista de Judô

Comentou sobre como o judô ajuda aos deficientes a se incluírem na sociedade