Quem decide o que é ser criativo?

um artigo sobre ideias brilhantes

Ninguém nasce com o dom de ter ideias geniais.

Nós não somos detentores de ideias. São as ideias que nos apropriam quando nos abrimos o suficiente. Alguns de nós se abrem mais do que outros e acabam tendo que se descobrir em um amontoado de projetos pessoais ainda não finalizados, ou nunca colocados em prática. E faz parte, porque, quando o assunto é ideias, é de espaço que elas precisam. Mentes comuns e corações verdadeiros a b e r t o s.

As ideias estão por aí, ao alcance dos olhos, do toque, dos ouvidos, do olfato. Elas vivem no ar, e às vezes sem querer a gente inspira uma delas. De repente, nos convencemos de que elas são nossas, simplesmente porque tomamos a responsabilidade de fazê-las acontecer. E está tudo bem, embora elas sejam grandes demais para caber na gente.

A verdade é que elas são do mundo.

Minhas ideias são suas, e as suas são tão minhas quanto do cara que diz para si mesmo toda noite que ‘’gostaria de ser criativo para ter inventado uma coisa dessas’’. Oras, ser criativo é ser sensível ao mundo externo. É enxergar nas coisas as outras pessoas e a si mesmo. É notar possibilidades escancaradas que nem sempre pedem para serem enxergadas. Ser criativo é estar aberto por inteiro. E, acredite ou não agora, qualquer um é capaz disso quando se permite.

Você não precisa ter um dom divino ou coisa do tipo, deixa disso!

O conhecimento vai multiplicar o número de ideias pipocando ao seu redor, mas o que você tem hoje pode ser suficiente. Ninguém precisa ser um gênio para ter uma ideia brilhante. Ideias brilhantes são apenas ideias humanas. Criatividade não é para poucos. Não é a luz que bate na testa do Stevie Jobs e o endeusa enquanto o mundo reverencia.

Talvez você não saia por aí programando um novo aplicativo, compondo um arranjo musical ou pintando aquarelas, afinal, criatividade pode significar muita coisa. Você pode criar um novo design de cadeiras, ou pode simplesmente mudar as coisas de lugar e acabar repensando a forma como as pessoas utilizam as cadeiras. Ideias buscam por pessoas dispostas a desafiar aquilo que alguém já disse que não funciona. Repense, reinvente, reorganize, diga o primeiro sim ou o primeiro não. As melhores ideias quase nunca se parecem com a lâmpada perfeitamente redonda que salta da cabeça de um cartoon.

Esqueça o que você sabe sobre ser criativo, e descobrirá o significado.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Tai Lacerda’s story.