Ensaio | A Cracolândia também samba

Foto: Juliany Bernardo / Mídia NINJA

Pelo terceiro ano seguido, o Blocolândia vai às ruas da região da Luz, no centro de São Paulo, levando a folia para um dos territórios de maior vulnerabilidade social de toda a cidade: a Cracolândia.

Liderada pela bateria Coração Valente, fruto de uma parceria entre o município e o estado de SP, o bloco passou dentro do chamado “fluxo” dá Craco, na rua Helvetia, e depois pelo largo Coração de Jesus e Praça Júlio Prestes.

O bloco faz parte das atividades de redução de danos do programa De Braços Abertos, da prefeitura, e tem o objetivo de integrar a comunidade do bairro às ações de saúde e assistência social, realizadas na Cracolândia, integrando as pessoas no processo de tratamento dos usuários.

Por isso, muito além de folia e alegria, a Blocolândia é um ato político. Confira a marchinha deste ano:

Bate na palma da mão
Com emoção
Está passando a bateria coração
Com orgulho
E com respeito
Não quero nada,
Eu só quero o meu direito
Não importa
A origem do homem
Desde o início ele teve que aprender
Sou ser humano em convivência
Com a nação
Buscando a nova sociedade
Escravizando em corpo e mente
O diamante pelo homem
Na batida do tambor
Sociedade destruída
Foram moldados grandes homens
Os africanos da América Latina
O amor (olha os anjos)
Transforma inveja sem envaidecer
Da fé ressurge a felicidade
Dando esperança a uma nova sociedade
Recomeçar a minha vida, amor
Vou é cantar
Veio do latim as nossas culturas ancestrais
É o recomeço em minha vida
E pra frente agora eu vou olhar
Agradeço a todos que me ajudam
Com fé eu vou lutar (nem tenta)
Foto: Sandro Marandoeira / Mídia NINJA
Foto 1, 2 e 3: Sandro Marandoeira, Foto 4: Juliany Bernardo
Foto: Sandro Marandoeira
Foto: Juliany Bernardes
Foto: Juliany Bernardo
Foto: Wemerson Ribeiro
Foto: Sandro Marandoeira
Foto: Drago / Selva SP
Foto 1: Sandro Marandoeira, Foto 2: Juliany Bernardo
Foto: Sandro Marandoeira

Publicado na Mídia NINJA #OtrosCarnavales