hoje foi um dia péssimo.

a júlia não tá bem. eu não consigo encarar as dores dela como simples decepções adolescentes, não consigo ver todos esses pensamentos autodestrutivos dela como uma coisa que não vai a lugar nenhum. e se forem? o que eu terei feito pra mudar isso? sei não. tô tentando lidar com isso e ajudar como se eu fosse muito madura, como se eu tivesse toda a sabedoria do mundo em mim, tentando ser forte, fingindo costume.

mas a verdade é que eu não sei lidar nem com as minhas próprias frustrações. eu fico sofrendo por antecipação, enchendo a cabeça da minha namorada de bads que ela não precisa ter, só mostrando pra ela o quanto eu sou uma pessoa podre por dentro e o quanto os meus pensamentos são egoístas. eu tenho medo de que ela perceba que eu não sou tão boa assim pra ela e me deixe.

eu não tô me sentindo suficiente pra ninguém. nem pra mim. por isso, hoje eu peço perdão. me desculpem por falhar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.