Reis vs Mister Burger: quem leva?

A minha história com o Mister Burger é longa. E essa história tem mais um personagem muito importante, o Reis Lanches.

Explico.

Há mais ou menos 9 anos eu descobri um cachorro quente que era virtualmente igual ao Flerte e custava uma fração do preço.

Não estou brincando quando falo que, por um período de tempo, estava no Mister Burger pelo menos umas duas vezes por semana.

Saía do treino de Kickboxing, minha então namorada, atual esposa, saía do ensaio de dança e coroávamos essa sessão de exercícios com um cachorro quente e um suco de laranja.

Letreiro novinho. Iluminado

E foi por causa desse suco de laranja que eu conheci o Reis.

Estávamos dando um tempo de tomar refrigerante. E em um belo dia as laranjas do Mister Burger tinham acabado.

“Me disseram que aquela lanchonete alí é bem parecida. Vamo lá?”

Foi assim que entrei em um triângulo amoroso. Os participantes: Reis e Mister Burger, quase se olhando, um em cada lado da rua.

E, com esse textão, eu encerro um ciclo de hot dogs aqui no Lanche Barato. O Sousa Vs Lálio. Reis Vs Mister Burger.

Os dois primeiros foram mais sucintos, mas quem leu a postagem com atenção conseguiu vivenciar o espírito comparativo.

Esse, mais literal, vai ser mais uma postagem dupla aqui no blog, como Descovi e Bancada Gourmet.

Ambiente

Ambos apresentam praticamente a mesma estrutura: Cadeiras de plástico, atendentes que anotam e servem os pedidos, BISNAGAS DE MAIONESE, VIVA AS BISNAGAS DE MAIONESE.

gloriosas bisnagas

O Mister Burguer trocou de lugar de novo recentemente, assumindo o local do antigo Bulldog Holandeses.

E, para o padrão de uma lanchonete praticamente dentro da avenida, para o padrão de uma lanchonete de baixo custo, ele está até bem conservado. As cadeiras novinhas, mesas limpas na medida do possível.

O Reis continua a mesma coisa. Há anos.

E essa é a maior diferença. O Mister Burger inova. Pouco, mas inova. Trocou de lugar, abriu uma filial…

Ambiente geral do Mister Burger

O Reis nem isso. As cadeiras com aparência suja, os cardápios, que são de um material mais durinho tipo plástico, quebrados, paredes sujas, o letreiro já sumiu.

Nessa última vez, que eu fui com um olhar mais analítico, consegui perceber como o Reis está jogadinho.

E é triste ver uma lanchonete com tanta participação na sua vida ficar “ao relento” desse jeito.

Reis

Atendimento

Complicado.

Nunca tive muito problema com pedido errado, com demoras exageradas ou fui de alguma forma desrespeitado.

Faz tempo que não vou em um horário de pico, com casa lotada e dificuldade de chamar os garçons.

(nem sei se isso existe ainda)

Cardápio Mister Burger

Os cachorros quentes geralmente chegam rápido: 5 ou 10 minutos. Se tiver um hambúrguer no meio do pedido, esse sim demora. EM AMBOS.

Mas, fora isso, é o padrão São Luís, né?

Você não vai encontrar um atendente super legal, atencioso, comprometido com a qualidade do serviço em um cachorro quente de bairro.

Ás vezes nem um “boa noite” chega.

Há muito tempo tinha uma atendente no Mister Burger que foi carinhosamente apelidada de “Bitch”.

É o que é.

E se você vai em um hot dog “de bairro” esperando o contrário, esperou errado, otário.

Cachorro quente?

Certo, essa é a parte principal, não é?

Estruturalmente eles são iguais: carne, salsicha, milho, ervilha e queijo ralado.

Existem três coisas que realmente mudam entre ambos: tempero da carne, maionese e PREÇO.

Em questão de tempero da carne, admito que prefiro o Reis. Em questão de maionese, apesar de ambas serem muito gostosas, mais um ponto para Reis, que tem um molho com mais presença, com um pouquinho mais de sabor.

Uma maionese que faz um pouco mais diferença no lanche.

Cardápio Reis

O cachorro quente misto no Reis sai por R$ 11,00.

No Mister Burguer por R$ 10,00, mas nessa visita nós pedimos uma salsicha extra, mais R$ 2,00.

Cortadinho no meio. Duas Salsichas.

O Adolfo do @Burgerloversclub (Instagram FODA que você deveria visitar) me avisou que é possível pedir o hot dog do Mister Burger do “jeito antigo”, com Ketchup e Maionese já dentro do cachorro quente.

E acredito que deve sim ficar MUITO melhor. Mais suculento.

Comparando com o Lálio e Sousa, os dois primeiros combatentes da nossa série de Hot Dogs, esses dois infelizmente ficam bem atrás. Primeiro por não ter a saladinha de repolho que, apesar de dividir opiniões, traz um gostinho a mais pro cachorro quente.

E segundo pela qualidade da batata. O Sousa tem a tradicional batata chips, marca registrada. O Lálio chegou com uma batatinha super crocante, marcando textura a cada mordida.

O Reis e o Mister Burger tinham uma batata “meh” de supermercado. Nada especial.

E teve um porém, um grande fato que me deixou realmente triste.

Se você não percebeu até agora, todas as visitas da série de hot dogs foram feitas no mesmo dia, em sequência.

E em TODAS as lanchonetes eu pedi para partir os lanches no meio. E TODAS as lanchonetes tiveram o maior cuidado ao fazê-lo… Menos o Reis.

Parece que partiram com as mãos

A atendente simplesmente tacou um foda-se e me devolveu um cachorro quente todo esparramado na bandeja.

Decepcionante.

Quando você vê o atual estado estado do Reis: sujo, letreiro apagado, sem manutenção e vê o estado de “foda-se” que a galera está para com a comida dos clientes… Fica complicado querer voltar.

E, mais uma vez, quando existem tantas opções boas por aí, quando até mesmo a concorrência direta está fazendo um serviço MUITO melhor, fica REALMENTE complicado.

Semana que vem eu fecho o primeiro mês do cachorro quente com um lugar especial. Alguem arrisca?

Vejo vocês em breve.