Ruster Hot Dogueria: uma nova experiência com cachorro quente!

Quando o Bunker chegou em São Luís, foi quase como uma transformação da forma que comemos hambúrguer.

Não foi a primeira hamburgueria gourmet da cidade. Não foi a primeira hamburgueria gourmet que visitei, claro, mas era algo diferente, um local que elevou o nível da nossa capital como um todo.

E, em um nível pessoal, a proximidade com o Bunker, com esse nível de qualidade e esmero no produto, abriu meus olhos sobre o que estava comendo e os lugares que estava frequentando.

Não que um X Tudo podrão não tenha seu valor. ELE TEM SIM.

Mas hoje já dá para pensar em ir em um ambiente mais legal, comer um hambúrguer com sabores que se complementam e pagando praticamente a mesma coisa.

E o Ruster chega para mais uma vez propor essa transformação. É um convite para revisitar o conceito dos cachorros quentes.

E abaixo eu conto minha experiência completa do local.

Fachadinha

O ambiente do Ruster é FODA. Sem sombras de dúvidas é um dos lugares mais legais de São Luís.

Com certeza rolou muito investimento, tempo e carinho para construir o local.

O ambiente externo tem só mesinhas e som de Mariah Carrey, enquanto o interno traz mais decoração nas paredes, televisores que, nesse dia estavam passando esportes e as tulipas de cerveja, que são quase um espetáculo à parte.

Esses detalhes escritos à mão ficaram FODA

Outro detalhe bem legal é a parede cheia de vasinhos de plantas que divide a entrada dos banheiros do ambiente principal.

Sobre o atendimento…

Pra começar, no dia que fiz essa visita o Ruster estava CHEIO. Tipo FULL CHEIO.

Com lista de espera e tudo mais.

A hostess, inclusive, teve muita dificuldade para entender que eu queria uma mesa para NOVE pessoas, cedendo só duas mesas (que cabiam seis confortavelmente).

E apesar de um consumo alto, com vários cachorros quentes, cervejas, várias batatas (que não são baratas) e bebidas diversas, foi muito difícil conseguir a terceira mesa para assentar toda a trupe.

Cervejinha na mesa

Ainda sobre a hostess, ela quase veio correndo atrás de mim quando fui fazer o shot da fachada. Achou que eu tava indo embora, mesmo tendo requisitado uma mesa imensa 15 segundos antes.

Fora isso, os garçons faziam o possível.

Tava MUITO cheio e tenho certeza que vários deles ainda estavam concluindo o treinamento, afinal, o Ruster é uma casa relativamente nova na praça.

Eu SEI que vai melhorar, eu SEI que tiveram alguns fatores atenuantes, mas dessa vez o atendimento deixou um pouquinho a desejar.

Aguardem por cenas dos próximos capítulos.

E A COMIDA, CARA? QUEREMOS SABER DA COMIDA!

Primeiramente, a batata.

QUE ENTRADA INCRÍVEL. Facilmente iria lá HOJE para comer mais batata e tomar cerveja.

SENSACIONAL

Pedimos, ao todo, duas Pepper Cheese, com “ Gorgonzola agridoce, pepperoni e cebolinha” e uma Garlic Chilli, com “creme de alho, geleia de pimenta e bacon”. Ambas por R$ 20,90.

Caro? Bastante.

Mas é DELICIOSA. Parafraseando um amigo: “É tão gostosa que você vai achar que valeu a pena e vai querer outra”.

E é bem isso mesmo. Batata SENSACIONAL.

O hot dog, como comentei lá em cima, é uma experiência diferente. Diferente de tudo que nosso paladar está acostumado, diria.

fonte: instagram.com/rusterdogueria/

Vou te dar um exemplo: Quando você pensa em um cachorro quente e lembra do Sousa, do Lálio, até do Rex Dog (que ainda preciso revisitar), você pensa em uma coisa X, uma coisa específica.

O Ruster está quase para Y, uma outra coisa.

E isso é ruim? Não, de forma alguma. Só é diferente.

Um novo conceito, por mais que essa expressão seja batida.

Eu achei meu sanduíche, o Sampa, muito gostoso.

Sampa

“Salsicha Ceratti, ketchup, maionese caseira, molho da casa, bacon, muçarela, molho barbecue, cheddar e cebola crispy”. R$ 17,90.

Bem suculento, CHEIO de cebola crispy, que eu adoro, bacon e a salsicha merece uma salva de palmas.

Ela é bem consistente, diferente dessas salsichas de supermercado mais comuns. Você morde e consegue tirar um pedaço, ao invés de simplesmente criar um patezinho na boca.

Dá para morder e mastigar de verdade.

Impressionante.

Alguns amigos acharam seus pedidos incríveis, ficaram apaixonados pelo lugar.

Eu achei bem gostoso, mas não muito além disso.

Fonte: www.instagram.com/rusterdogueria/

Talvez estivesse com muitas expectativas, depois de comer a batata, talvez tenha sido uma experiência nova demais, talvez eu só não tenha escolhido o melhor cachorro quente para o meu paladar.

Acho que a solução é voltar e pedir um diferente, não é? #fikdicaruster

E a frase acima também responde outra pergunta que geralmente surge no final dos meus reviews.

Eu voltaria? Sim, claro.

Cerveja Dona também é uma delícia!

Achei gostoso, a batata é FODA, tinha promoção de cerveja, e é sinceramente um dos ambientes mais legais de São Luís para um happy hour, para assistir um jogo com uns amigos…

E sim, parece caro a primeira vista. R$ 17,90 por um cachorro quente.

Mas quando um Lálio já está custando R$ 12,00 e um Sousa R$ 10,00, pagar mais ou menos cincão pra ter acesso a um local com a estrutura do Ruster e a essa proposta de trazer uma nova experiência com cachorro quente, não parece muito, certo?

Na semana que vem voltamos com os burgers. Alguém arrisca o local?

O Ruster fica na Rua 85, Vinhais, em frente ao Bunker/Nosso Canto.
https://www.facebook.com/rusterdogueria/
https://www.instagram.com/rusterdogueria/

Like what you read? Give Lanche Barato a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.