Da artista Michelle Kingdom

Era exaustivo. Ela acordava e os sonhos esmaeciam.Todos implodidos.

A coragem ia embora, assim como o enfrentamento aos medos. Ela não se sentia mais uma mulher com super poderes. Sentia, na verdade, que tinha amarrado ao pé uma bola de aço invisível, que a puxava sempre para o lugar onde estava agora, aquele que detestava, que a fazia sentir-se um aglomerado de omissão.

Era como ter vômito preso na garganta: ardia, amargava, ia explodir, mas no fim… implodia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.