Parte I: Sobre cometer erros
Samantha Rosa
524

Ótimo texto, que lindo ponto para se trabalhar.

Estou passando por muito disto no meu dia a dia, acho que tem um peso ainda maior quando você lida diretamente com pessoas. Porque o teu erro tem uma extensão e pode ter um impacto muito próximo e, as vezes, profundo.

Me peguei pensando nisto agora e acho que uma opção para trabalhar isto é deixar claro que estamos aprendendo. Que não temos certeza se este caminho vai dar certo ou não, mas que estamos abertos as indicações do que não está funcionando para encontrar como melhorar.

Algumas vezes no dia a dia a cobrança por 100% de acerto vem de dentro de nós mesmos, ao ter essas conversas deixamos possível o entendimento que existem sim espaços para falhas e melhorias em cima disto. É preciso aprender a aceitar que nada é perfeito, e que a maior parte do aprendizado vem quando descobrimos o que não fazer, como não fazer…

Vambora, :) Continua dividindo conosco, porque também quero aprender.

Like what you read? Give Maria a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.